19047718781_2068654490_k

Com a presença do ex-Smiths Johnny Marr encerrando o 19º Cultura Inglesa Festival, que rolou neste domingo (21) no Memorial da América Latina, em São Paulo, o clima dos anos 80 estava instaurado no local. Além de músicas de seus dois ótimos álbuns solos (The Messenger e Playland), o guitar hero britânico celebrou sua antiga banda com Panic, The Headmaster Ritual, Bigmouth Strikes Again, There Is A Light That Never Goes Out, Stop Me If You Think You’ve Heard This One Before e How Soon Is Now?. O público foi ao delírio, claro! Teve até quem chorou.  Johnny ainda mandou um cover do Depeche Mode, I Feel You, e Getting Away With It, do Electronic, projeto eletrônico que teve com Bernard Summer, do New Order.

Antes dele veio Gaby Amarantos, que, no clima da festa, desfigurou vários hinos ingleses e os levou até o tecnobrega do Pará. Teve quem torceu o nariz no começo, mas a cantora não sai de casa para perder e brilhou muito. Ao final, não teve quem não se entregou à esse ritmo contagiante iniciado nos anos 2000. Clássicos do Queen, Amy Winehouse e New Order fizeram uma divertida fusão com alguns hits da diva: Shirley, Beba Doida e Brasil Ostentação.

Ao decorrer do show, Gaby chamou uma penca de convidados para colorir o palco, como o guitarrista Manoel Cordeiro e o cantor Daniel Peixoto. Ao fim, ironia ou não, ela mandou um cover de Suedehead, do Morrissey, que Johnny Marr não se bica nem um pouco. Resultado: saldo super positivo e ponto para o Brasil (e para a organização que a escalou para o festival).

18421751903_e245a057fa_k

Quem abriu o evento foram os ingleses e novinhos do The Strypes. Com um show bastante competente, eles fugiram desse clima oitentista e agradaram ao público jovem do fest. Os moleques têm futuro!

Confira em fotos a vibe do 19º Cultura Inglesa Festival:

Sem mais artigos