Internada para tratar uma disordem alimentares, Ke$ha afirmou para amigos, segundo o TMZ, que seus problemas foram causados pelo produtor musical Dr. Luke, dizendo que ela tirava sarro do seu peso e a chamava até mesmo de “geladeirona”.  

O bullying teria começado após o fim da turnê Get Sleazy, em 2011. Ela teria dito que Luke, que assinou contrato com Ke$ha quando ela tinha 18 anos, teria começado a assediá-la moralmente pelo peso extra.

Ke$ha diz que Luke, que trabalhou com Miley Cyrus e Rihanna, teria passado a chamá-la de gorda e acionado a equipe de gerenciamento da carreira dela para fazer algo.

As fontes não identificadas dissseram que durante a gracação de um vídeo em 2012 Luke disse que ela parecia a “p… de uma geladeira” e a cantora teria ficado profundamente afetada.

O TMZ tentou buscar Dr. Luke para ouvir o outro lado, mas não obteve resposta. Todo apoio a Ke$ha.

Sem mais artigos