Kunumi MC lança “Jaguatá Tenondé”

Nesta sexta-feira (30) Kunumi MC lança o clipe da faixa “Jaguatá Tenondé”. Chamada pelo artista de música de rezo, Kunumi deixa as rimas de lado e nos guia por uma floresta encantada.

Na faixa o artista indígena mostra o estilo tradicional guarani, a faixa traz o violão com o estilo característico das canções tradicionais da etnia mbyá guarani. “Jaguatá Tenondé” conta com Para Reté e Maitê Ará na voz e Naara Yakecan na percussão.

Com essa música eu apresento um pouco mais da minha cultura para a sociedade. Nossa forma de cantar, de tocar os instrumentos, nossa língua e nosso modo de pensar”. Na letra, ele fala sobre libertação e o poder de Nhanderu, que está sempre em todo lugar e que ilumina o caminho para que todos possam seguir em frente, vencendo as dificuldades. É uma música de cura espiritual como ele mesmo classifica, “nas cerimônias de ayahuasca, músicas como Jaguatá Tenondé nos dão força e nos fazem conectar de forma mais profunda com a nossa espiritualidade”, afirma o artista.

O clipe em animação foi feito em parceria com artista visual Dejumatos, que dirigiu o clipe. O encontro dos artistas foi possível através do m-v-f reloaded. O vídeo nos leva a um floresta com diversos elementos encantados, feito com objetos em 3 dimensões os desenhos muitas vezes parecem criaturas reais.

Em parceria com o m-v-f reloaded, diversas artes de NFT que foram extraídas do clipe estão disponíveis para compra. O artista afirmou que com o dinheiro arrecadado pretende ajudar a comunidade em que vive e planeja construir um espaço cultural.

Além disso, o artista também revelou que pretende mudar de nome, mas a oficialização ainda não foi confirmada. “Já não me identifico como Kunumi, que em guarani significa jovem, criança. O meu nome, mesmo, dado pelo Xamoin, é Werá, que vem de Owerá, e significa raio. Acho Owerá mais forte e me sinto representado. Até mesmo para ampliar as minhas possibilidades de produção musical. Eu sou um rapper, sempre serei. Mas também sou cantor de músicas sagradas. Quando decidi me nomear como Kunumi, não tinha muita noção de tudo o que poderia acontecer. E hoje eu entendo melhor, sei que a minha estrada ainda é longa e, pra mim, é importante eu me sentir feliz com o nome que carregarei durante tanto tempo”.

Sem mais artigos