Pearl Jam

Camila Cara – MRossi Pearl Jam

No dia mais concorrido do Lollapalooza 2018, o público chegou mais cedo que na sexta. Era também uma galera mais velha e, certamente, mais rocker.

Com bastante pegada, o Pearl Jam se garantiu em um show ligado no 220 volts. Eles são malandros, sabem o que funciona e nunca decepcionam.

Imagine Dragons

BrenoGaltier-MRossi Imagine Dragons

Antes, o Imagine Dragons mostrou que não são nada imaginários. O Lolla inteiro se aglomerou para ver os caras. Dan Reynolds regeu a plateia, fez discursos e prometeu voltar em breve. “O Brasil tem o melhor público e a gente vai voltar sempre, sempre e sempre”, disse Dan.

Mano Brown

MilaMaluhy-MRossi Mano Brown

Os embalos de sábado foram garantidos pelo suingue de Mano Brown, com seu projeto Boogie Naipe. O groove bateu forte e colocou a massa para dançar.

No palco Budweiser, a atração mais jazística da escalação, Anderson Paak, apresentou seu som que evoca Stevie Wonder e Marvin Gaye, mas com pegada futurista, e comprovou que os negros seguem na vanguarda.

Anderson Paak

CamilaCara-MRossi Anderson Paak

“Respeite quando tiver uma travesti, uma mulher negra no palco”, disse Liniker, antes de receber Tássia Reis em participação especial. Cinco instrumentos de sopro, percussão e piano elétrico deixaram o balanço dos Caramelows matador.

Tudo ia bem no show da cantora de Araraquara quando durante a execução de Zero, seu maior hit, uma pane interrompeu o som.

O público seguiu cantando e a cantora não conseguiu segurar as lágrimas. Depois de alguns minutos, ela e sua banda voltaram ao palco para agradecer e foram aplaudidos como heróis.

Liniker

Denis Ono – MRossi Liniker

“A banda está triste por não ter feito o show completo, que preparou com tanto carinho para a ocasião, mas também consciente de que a apresentação estava linda”, afirmaram em comunicado para a imprensa.

Liniker é uma estrela, tem voz e carisma, o fato de ser trans, ao mesmo tempo que é secundário, já que estamos falando de música e arte, por outro é um antídoto contra a ignorância e o preconceito. Ela não está só, por isso Linn da Quebrada estava lá, por isso tantas pessoas vestiam orgulhosas bandeiras do arco-íris na plateia e por isso foi difícil conter as lágrimas tanto no palco quanto na plateia.

Lollapalooza 2018: Pearl Jam se garante e Liniker vai às lágrimas

Sem mais artigos