Michael Jackson inovou mais uma vez, mas não foi uma coreografia nem uma letra diferente. Desta vez o ídolo infantil, digo, pop passa a oferecer notícias exclusivas aos seus fãs que pagarem US$ 49 por ano ao seu site.

A intenção é que esta grana pague as dezenas de advogados usados nos casos de assédio a menores em que o cantor se envolveu. O que é bem estranho, afinal, Michael é um dos mais ricos astros da América.

Mas excentricidade sempre foi o forte do ex-negro, ex-ídolo, ex-admirado, Jackson.

Sem mais artigos