Martinho da Vila

| Créditos: Taiz Dering
| Créditos: Photo Rio News
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
| Créditos: divulgacao
Martinho da Vila | Créditos: divulgacao

Consolidado no cenário musical brasileiro e referência no meio do samba boêmio, o cantor e compositor carioca Martinho da Vila comemora 45 anos de carreira de uma forma diferente e especial. Voltando no tempo e dando um presente a seus fãs, o sambista lança o CD 4.5 Atual, trabalho totalmente remasterizado e regravado em cima do seu primeiro disco como artista, Martinho da Vila, de 1969.

Recheado de sucessos como Casa de Bamba, Brasil Mulato, Tom Maior e Pra Que Dinheiro?, o novo trabalho de Martinho conta também com quatro faixas que não aparecem na versão original gravada há mais de 40 anos: Samba dos Passarinhos, composição em parceria com Moacyr Luz, Menina Moça, Pãozinho de Açúcar e a inédita Partido-Alta de Roda.

Sempre elegante, discreto no palco e mantenho a boa forma musical mesmo no auge dos seus 74 anos, Martinho da Vila não muda em praticamente nada o seu estilo como cantor e voz entre os dois trabalhos, apesar dos mais de 40 anos de distancia entre os trabalhos.

Produzido pelo maestro Rildo Hora, parceiro inseparável de Zeca Pagodinho e de boa parte dos sambistas do Rio de Janeiro, 4.5 Atual, além de uma regravação, é uma oportunidade para que os novos conheçam um pouco da história do samba brasileiro e aos leigos no assunto é uma verdadeira aula inaugural do bom e verdadeiro som que ecoou morro abaixo nas comunidades cariocas nos anos 60 e 70 e que hoje é referência fonográfica no estilo movido a batuques e acordes de cavaco.

Martinho da Vila comemora 45 anos de carreira com regravações de seu primeiro disco

Sem mais artigos