Não é de hoje que a telenovela Rebelde é um sucesso no Brasil, e a versão nacional estava fadada a repetir o êxito da original, produzida no México. E se os mexicanos transformaram o grupo RBD em popstars na América Latina, no Brasil não seria diferente com o Rebeldes.

Formado por Lua Blanco (a Roberta da novela), Sophia Abrahão (Alice), Mel Fronckowiak (Carla), Arthur Aguiar (Diego), Chay Suede (Tomás) e Micael Borges (Pedro), o Rebeldes lançou o disco de estreia em setembro do ano passado.

Após o lançamento de um CD e DVD ao vivo em abril deste ano, o sexteto já se prepara para mais um disco de estúdio e um novo DVD que será gravado em várias cidades do país.

O Virgula Música conversou com exclusividade com a morena Mel Fronckowiak, que contou tudo sobre a rotina incessante de trabalho do grupo, analisou a relação com os fãs e, claro, falou sobre o novo trabalho do Rebeldes. 

Virgula Música – Muitos fãs do Rebeldes sonham em ser atores e cantores como vocês, mas têm medo de se arriscar em um mercado tão competitivo, de ter que abrir mão dos estudos, etc. O que você recomenda para esses jovens?

Mel Fronckowiak – Que estudem e estudem. Nesse mercado vale muito estar preparado, além de amar o que faz. Há uma diferença entre ser famoso e ser artista. Às vezes as coisas se misturam mas a gente tem que gostar do que faz pra ser bem sucedido e leva um tempo até isso acontecer.

Virgula Música – Vocês se tornaram estrelas muito rápido. Como vocês lidam com um assédio tão intenso dos fãs?

Mel Fronckowiak – De fato Rebeldes se tornou um sucesso e a gente torcia por isso, mas não tínhamos ideia da dimensão que tomaria. Costumamos dizer que o carinho dos fãs é o nosso combustível, é o que nos move a fazer um bom trabalho e continuar com os nossos planos daqui pra frente.

Virgula Música – Mesmo sendo jovens e cheios de energia, deve ser muito difícil aguentar o ritmo intenso de shows e gravações da novela. Como vocês se preparam fisicamente? Quantas horas vocês dormem por dia?

Mel Fronckowiak – Essa noite eu dormi 4 horas (risos)! A gente tenta achar tempo. Dormimos 6 horas por dia, às vezes menos, mas poucas vezes mais. Eu encaixo a malhação e o yoga na minha rotina porque preciso disso, não vivo sem atividade física. Além disso, tento manter hábitos saudáveis mesmo estando muitos dias por semana na estrada.

Virgula Música – Além das músicas do grupo, o CD e DVD ao vivo tem vários covers, que vão de The Strokes e Lulu Santos a Katy Perry, Shakira e Lady Gaga. Qual foi a versão preferida de vocês, e porquê?

Mel Fronckowiak – A minha é Loca, da Shakira! Cada um escolheu uma como forma de homenagear um artista que admiramos. Adoro o jeito sexy e moleca que a Shakira tem. A coreografia é muito divertida.

Virgula Música – Musicalmente, que sonhos vocês ainda pretendem realizar? Pensam em alguma parceria especial, ou em carreiras-solo?

Mel Fronckowiak – Cada um tem seus planos para depois que Rebelde acabar. Uns gostam mais do lado musical, outros preferem atuação. O importante é que o projeto abriu portas. Nele precisamos cantar, dançar, atuar, administrar a correria. Acho que isso nos prepara para o futuro, mas por enquanto ainda estamos focados no projeto.

Virgula Música – Vocês planejam gravar um novo DVD em setembro. Que novidades os fãs podem aguardar desse novo trabalho, se comparado ao anterior?

Mel Fronckowiak – O novo CD esta incrível, mas não contem pra ninguém (risos)! A gente achou que nunca superaríamos o primeiro. Acho que tínhamos apego por ele. Mas o segundo está muito legal! O DVD vai ser gravado em varias capitais, principalmente nos lugares que nos recebem com mais calor e euforia! A gente não vê a hora de fazer esse novo show e perceber a reação da galera.

Sem mais artigos