Um estudo da revista Forbes revelou na quinta-feira (16) que o cantor Michael Jackson continua sendo o artista morto que mais lucros gerou para seu espólio, com US$ 140 milhões somente no ano de 2013.

Trata-se da quarta vez em seis anos que o “Rei do Pop”, que morreu em 2009, é apontado como o artista morto que mais faturou. No entanto, desta vez a marca de Michael foi um pouco menor que os cerca de US$ 160 milhões que ganhou em 2012, graças aos dois espetáculos do Cirque du Soleil inspirados no cantor.

O segundo no pódio continua sendo outro gênio da música, o “Rei do Rock” Elvis Presley, morto em 1977 de um ataque cardíaco, com US$ 55 milhões de receitas no ano passado.

O terceiro lugar ficou com o caricaturista Charles Schulz, morto no ano 2000, que é mais conhecido por ter criado o cachorro Snoopy há 67 anos e faturou quase US$ 40 milhões.

Em seguida vem a atriz Elizabeth Taylor (US$ 25 milhões), o cantor de reggae Bob Marley (US$ 20 milhões) e a também atriz Marilyn Monroe (US$ 17 milhões).

Completam a lista das 11 celebridades que mais lucraram depois de mortas o ex-Beatle John Lennon (US$ 12 milhões), o físico Albert Einstein (US$ 11 milhões), o escritor Theodor Geisel (US$ 9 milhões), conhecido como O Dr. Seuss e autor dos livros que inspiraram “O Gato da Cartola”, e os atores Bruce Lee e Steve Mcqueen (US$ 9 milhões).

 

Sem mais artigos