O saxofonista e compositor de jazz Youssef Lateef morreu aos 93 anos de idade em sua casa, em Massachusetts (EUA), confirmou nesta terça-feira (24) sua família.

Lateef, nascido em Tenneseee mas criado em Detroit, onde iniciou sua carreira musical, teve uma ampla trajetória musical no jazz e outros estilos.

“Youssef Lateef era uma presença. Era um enorme espírito que todo o mundo em nossa arte amava. Foi um homem querido que não só era um grande amigo, também um modelo de vida”, lamentou o saxofonista Sonny Rollins em comunicado.

Lateef, que se converteu ao islã em 1948, começou sua carreira em Detroit em companhia do trombonista Curtis Fuller e do baterista Louis Hayes nos anos 50.

Posteriormente, em 1960, mudou-se para Nova York, onde trabalhou junto a lendas do jazz como o baixista Charles Mingus e o saxofonista Cannonball Adderley.

Na década dos 70, em consequência de seu interesse por outros estilos e após se graduar na Manhattan School of Music, o músico se transferiu para Massachusetts, onde obteve um doutorado e passou a dar aula na Universidade de Amherst.

Nessa época começou a compor obras para orquestra e em 1987 recebeu o prêmio Grammy na categoria New Age por seu disco Youssef Lateef’s Little Symphony.

Em 2010 recebeu o maior prêmio dos EUA para um músico de jazz, o National Endowment for the Arts Jazz Master.

Sem mais artigos