SÃO PAULO (Reuters) – Para comemorar 25 anos de carreira, o Motorhead lançou recentemente o CD e o DVD “Boneshaker”, trazendo um show gravado na lendária Brixton Academy de Londres há dois anos. A banda metaleira tinha sua vinda ao Brasil programada para setembro, mas a viagem foi cancelada com a alta do dólar.

Apesar disso, os fãs podem se sentir um pouco aliviados já que o grupo está renegociando uma turnê pelo país para 2003.

“Sei que já estavam divulgando nossos shows aí, mas a proposta que os promotores nos fizeram realmente era inaceitável”, disse à Reuters o guitarrista Phil Campbell em entrevista exclusiva.

Segundo Campbell, a apresentação do Motorhead deverá acontecer na próxima edição do festival Monsters of Rock, cuja realização ainda não foi confirmada.

As várias visitas da banda ao Brasil fizeram com que o Motorhead construísse uma relação curiosa com os fãs brasileiros, chegando até mesmo a compor a canção “Going to Brazil” em 1991.

“Eu amo o Brasil. As pessoas são gentis e a autêntica música brasileira me fascina. Além disso, meu roadie é um brasileiro”, revelou Campbell.

FESTA PARA POSTERIDADE

“Boneshaker” é praticamente o registro histórico da comemoração das bodas de prata da banda. Segundo Campbell, a gravação do show foi uma alternativa à falta de idéia sobre o que fazer para celebrar 25 anos de existência. Felizmente o resultado superou as expectativas da banda.

“No início, não sabíamos o que fazer, mas com o andamento da turnê (mundial em 2000) resolvemos fazer esse show especial, que teve um resultado final muito bom e acredito que seja uma boa lembrança daquela noite”, contou Campbell.

“Foi uma grande festa com muitos convidados, como Whitfield Crane (ex-Ugly Kid Joe), Doro Pesh, Brian May e até Eddie Clarke (primeiro guitarrista da banda) tocando com a gente”, comentou o guitarrista.

O disco contém sucessos como “Ace of Spades” e “Overkill” e, de acordo com a gravadora Sum Records, seu lançamento no Brasil ainda não tem data prevista.

LONGEVIDADE

Liderado pelo baixista Lemmy Kilmister, que já foi rodie de Jimmy Hendrix e tornou-se conhecido por seu estilo de vida selvagem e nada regrado, o Motorhead é uma das bandas mais expressivas do rock com seu som cru de letras irônicas.

“Não pensamos muito em como podemos ou não ter influência nas pessoas, e talvez o segredo de nossa longevidade tenha sido gostar do que fazemos desde o início e não desistir nunca, apesar das dificuldades”, confessou Campbell.

O guitarrista disse ainda que a banda não quer ficar presa ao passado e está contente com a boa recepção de seu mais novo álbum de estúdio “Hammered”, lançado no início deste ano.

“É um álbum como todos os outros, sem grandes diferenças, mas as vendas estão muito boas e a turnê tem sido ótima, principalmente nos últimos meses quando fizemos vários festivais europeus”.

Campbell ainda aproveita para dizer que aposentadoria ainda não faz parte do vocabulário do Motorhead. “A banda vai continuar gravando álbuns e fazendo turnês até o dia em que não puder mais”, afirmou.

Sem mais artigos