O que é você pensa quando se fala em pop coreano? A maioria das pessoas conectadas pensa no mega-hit Gangnam Style, do cantor PSY, que ultrapassou recentemente a marca de 2 bilhões de views no YouTube. Mas um grupo que cresce cada dia mais sabe muito bem que o k-pop não é apenas isso, e cita uma série de bandas e artistas com características marcantes, que podem confundir quem nunca ouvir falar do gênero.

Os fãs do pop coreano, que costumam assistir aos seus ídolos apenas pelas telas do computador e do smartphone, terão nesse sábado (07) a oportunidade de vê-los bem de perto. A cidade do Rio de Janeiro foi escolhida para sediar o Music Bank Brasil,  uma turnê de ídolos de k-pop que será realizada na HSBC Arena. No palco: SHINee, B.A.P., MBLAQ, INFINITE, CNBLUE, M.I.B e Ailee.

O Music Bank é, originalmente, um programa semanal de grande audiência na Coreia do Sul, trazendo vários artistas de k-pop e promovendo competições. Mas, todo ano, o programa escolhe um país para sediar uma turnê especial e única de alguns dos principais ídolos do pop coreano.

A primeira edição do Music Bank World Tour aconteceu em Tóquio, Japão, em 2011, e desde então já passou por países como França, Hong Kong, Chile, Indonésia e Turquia. Neste ano, é a vez do Brasil.

Para os fãs de k-pop, a combinação de bandas com estilos tão diferentes pode surpreender. Mas Johnny Wang, diretor da organização do evento, explica justamente que essa diversidade de artistas foi procurada não só porque “eles representam alguns dos maiores artistas do k-pop”, mas também porque se complementam, já que cada um representa uma “vertente” do amplo grupo que é o pop coreano (para saber mais sobre o estilo dos artistas, veja logo abaixo um pouco mais sobre cada uma das atrações do evento).

A expectativa, diz Wang, é de um público de em média 8 mil pessoas, geralmente entre 14 e 22 anos — a faixa etária mais comum dos que ouvem o k-pop no país. Esse público, que costuma ver os artistas pela web, terá o papel inverso dessa vez: o evento será gravado para ser transmitido na Coreia do Sul e outros 114 países.

Todos os números que envolvem o pop coreano são enormes, e isso tem uma razão: a Coreia do Sul é um dos maiores exportadores de cultura, e o k-pop é um dos maiores produtos que o país tem a oferecer, explica o diretor de organização do Music Bank Brasil. Um estilo caprichado no visual (dos palcos e dos artistas) e na interação com os fãs: a grandeza e, ao mesmo tempo, a intimidade são as características que o festival pretende ajudar a transmitir aos fãs.

O k-pop é uma febre que surgiu há alguns anos e já se consolidou na Europa e nos Estados Unidos. No Brasil, ganha cada vez mais adeptos. Se a Ásia é o continente onde o Sol nasce primeiro, o Brasil segue esse exemplo e é a “terra nascente”, nas palavras de Wang, para o k-pop.

Artistas no Music Bank Brasil

SHINee

Onew, Jonghyun, Minho, Key e Taemin formam o SHINee, grupo que já vendeu 8 milhões de cópias de discos em todo o mundo e impressiona com suas habilidades no canto e em elaboradas coreografias.


Com os sucessos “Replay”, “Juliette”, “Lucifer”, “Ring Ding Dong” e “Everybody”, e com sua bem sucedida carreira na Coreia, o SHINee se aventurou pela indústria fonográfica japonesa, onde alcançou o mérito de ser o primeiro artista estrangeiro em 45 anos no país a colocar três singles no topo das paradas por três vezes consecutivas.

Hoje, o SHINee é sem dúvida um dos maiores nomes da música coreana e um dos preferidos do público brasileiro que acompanha a música asiática.

B.A.P.

Com apenas dois anos de carreira, o B.A.P (do inglês Best Absolute Perfect) é reconhecido como um dos principais grupos de cultura pop da Coreia do Sul.

YongGuk, Himchan, Daehyun, Youngjae, Jongup e Zelo mostram a experiência em diferentes ramos da música, que vão desde o hip-hop underground até a música folclórica sul-coreana, quando se destacam com trabalhos autorais que abordam principalmente temáticas políticas e sociais.

Com influências do R&B e do rock, o primeiro trabalho do grupo, “Warrior”, rendeu diversos prêmios e títulos de principal artista estreante da Coreia do Sul em 2012.
Seus maiores hits, “One Shot”, “Power”, “No Mercy” e “1004 (Angel)”, já estão confirmados no repertório da banda.



MBLAQ

Formado por Seungho, G.O, Lee Joon, Cheondung e Mir, o MBLAQ volta ao Brasil para participar do maior festival de k-pop do mundo com seus sucessos “Oh Yeah”, “Mona Lisa” e “It’s War”.


De acordo com a mídia sul-coreana, o grupo é considerado o mais inovador de seu país, onde alcançou grande rotatividade nas rádios e boas colocações nas paradas de sucesso da Coreia do Sul.


Em 2011, o MBLAQ esteve no país pela primeira vez para julgar o concurso de dança K-pop Cover Dance Festival. Na ocasião, o grupo apresentou apenas duas músicas no evento, mas a presença da banda em solo brasileiro foi o suficiente para movimentar um número estimado de seis mil pessoas para a Av. Paulista, em São Paulo, onde aconteceu o concurso.


INFINITE

Formado em 2010 pela gravadora independente Woollim, o INFINITE se destaca entre os grupos coreanos com uma sonoridade madura inspirada na new wave dos anos 80. Com sons que misturam sintetizadores, técnicas vocais apuradas e passos sincronizados, a banda conquistou um lugar de respeito na música coreana, consagrados pelos críticos, e é hoje um dos nomes de maior sucesso na Ásia. Composto pelos sete cantores Sunggyu, Dongwoo, Woohyun, Hoya, Sungyeol, L e Sungjong, o INFINITE começou sua carreira com o single “Comeback Again” e logo lançou sucessos como “Nothing’s Over”, “Be Mine” e “BTD (Before The Dawn)”, com influências de artistas como A-ha, Sting e Culture Club.

Em 2012, a revista americana Billboard, referência mundial em crítica musical, escolheu o single “The Chaser” da banda como a melhor música de K-pop daquele ano, elogiando os sintetizadores, os vocais e os licks de guitarra da canção.

Na Coreia, esse sucesso se refletiu em shows com ingressos esgotados em minutos, que resultou na primeira turnê mundial da banda, em 2013, quando o grupo excursionou por 15 países, como Estados Unidos, França, Inglaterra e outros.

CNBLUE
O CNBLUE começou sua carreira como banda indie, tocando nas ruas japonesas, e com influências de bandas como Bon Jovi e Maroon 5, logo despontou nas paradas coreanas com “I’m Loner”. O quarteto é integrado por Yonghwa (vocais / guitarra), Jonghyun (vocais / guitarra), Jungshin (baixo) e Minhyuk (bateria), e já conta com seis EPs e um álbum de estúdio na Coreia do Sul. Com hits como “Intuition”, “Love” e “Hey You”, a banda ganhou espaço entre os maiores artistas da Coreia do Sul com trabalhos, em sua maioria, autorais, assinados pelos guitarristas Yonghwa e Jonghyun, principais compositores do CNBLUE.


O grupo também conquistou uma bem sucedida carreira no Japão, onde já lançou quatro discos, com singles que despontaram entre as principais posições da Oricon, maior parada de sucessos nipônica.

Ailee
Nascida nos Estados Unidos e descendente de coreanos, Ailee conquistou fama na internet com covers de artistas como Beyoncé e Whitney Houston.

A voz poderosa da jovem chamou a atenção de gravadoras, que logo a lançaram na cena pop coreana. Vencedora do prêmio de melhor artista estreante de 2012 na Coreia do Sul, Ailee vem firmando seu nome na música pop asiática com louvor.

“Heaven” e “U & I” são alguns dos sucessos lançados pela vocalista, que veio ao Brasil em 2013 e conquistou o público com seu talento, simpatia e carisma.

M.I.B

Mais um representante do hip-hop no Music Bank Brasil, o M.I.B é obra da gravadora Jungle Entertainment e formado pelos jovens KangNam, 5Zic, Cream e SIMS.

Na estrada desde 2009, M.I.B é uma sigla para Most Incredible Busters, nome que também é título do primeiro disco dos rapazes.


A banda surgiu com uma proposta inovadora no mundo do k-pop, com músicas solos de todos integrantes, o que deixou bem claro o talento de cada um.

O quarteto já lançou dois álbuns de estúdio, além dos EPs “Illusion” e “Money In The Building”. Essa será a primeira oportunidade do público brasileiro conhecer ao vivo o trabalho dos rapazes.

Serviço

Data: 7 de junho, sábado
Local: HSBC Arena (Av Embaixador Abelardo Bueno, 3401 – Barra da Tijuca, Rio de Janeiro)
Horário: 19h
Abertura do portão: 17h
Classificação: 14 anos (Menores de 14 anos somente acompanhados de pais ou responsáveis)
Ingressos: www.ingressorapido.com.br

Premier (Lote 1 / inteira) – R$ 600,00
Premier (Lote 1 / meia entrada) – R$ 300,00
Cadeira Nível 1 (Lote 1 / inteira) – R$ 550,00
Cadeira Nível 1 (Lote 1 / meia entrada) – R$ 275,00
Cadeira Nível 3 Central (Lote 1 / inteira) – R$ 420,00
Cadeira Nível 3 Central (Lote 1 / meia entrada) – R$ 210,00
Cadeira Nível 3 Lateral (Lote 1 / inteira) – R$ 300,00
Cadeira Nível 3 Lateral (Lote 1 / meia entrada) – R$ 150,00
Cadeira Nível 3 Lateral Visão Parcial (Lote 1 / inteira) – R$ 200,00
Cadeira Nível 3 Lateral Visão Parcial (Lote 1 / inteira) – R$ 100,0

Sem mais artigos