Rage Against the Machine e Bob Dylan

Montagem/Divulgação Rage Against the Machine e Bob Dylan

Existe muita música “de protesto” chata e simplória. Mas existe também um histórico considerável de manifestos musicais, protestos inteligentes e mensagens contundentes. Aproveitando este momento de crise política que vivemos, o Virgula Música relacionou 20 álbuns que não trazem apenas uma mensagem politizada, mas também música de primeira.

Música vs política: 20 grandes álbuns de protesto

A banda irlandesa é um ícone das questões de engajamento, especialmente pela atuação do vocalista pacifista Bono Voz.
Composto durante os anos de chumbo da ditadura militar, no começo dos anos 70, este disco traz Chico falando mais abertamente sobre exílio e os problemas sociais do país.
O Ultraje a Rigor, muito antes de Roger se tornar porta-voz dos antipetistas, já criticava a política brasileira na clássica Inútil.
O Rage Against The Machine trabalha com questões sociais em suas letras.
Os Racionais são ícones da música de protesto e mostram que elas sobreviveram ao fim da ditadura.
M.I.A é um nome atual que inclui questões políticas nas suas músicas,.
O Midnight Oil traz questões ecológicas em suas letras.
Já o Sly and The Family Stone mergulha na questão dos negros e da iguldade racial.
Este disco é um clássico do protesto no Brasil durante a ditadura.
O punk já foi bastante politizado e o The Clash simboliza bem essa corrente.
Os caras do Public Enemy são espécie de Beatles do rap
Show Opinião é outro álbum clássico da luta da MPB contra a ditadura.
O metal também pode falar de temas político, é o que comprova o Megadeth.
Como as bandas punks das antigas, o Green Day alia consciência e distorção.
Álbuns políticos - Plebe Rude
Álbuns políticos - Moby
Álbuns políticos - Ice Cube
Álbuns políticos - Fela Kuti
Álbuns políticos - Erykah Badu
Álbuns políticos - Dead Kennedys

Guerra, violência, desigualdade social, discriminação, censura, descaso com o meio ambiente, ou ainda tudo isso junto personificado na entidade abstrata conhecida como “sistema”, estão entre os alvos preferidos dos protestos musicais ao longo das décadas.

Contextos mais específicos, como a ditadura militar brasileira, distúrbios raciais nos EUA nos anos 60 ou o conflito na Irlanda do Norte, também servem de inspiração para letra e música questionadora.

Música vs política: relembre 20 grandes álbuns de protesto

Sem mais artigos