Ozzy Osbourne

(Foto: reprodução)

Ozzy Osbourne, o Príncipe das Trevas, cedeu uma entrevista ao site Goldmine e falou como é enfrentar a sobriedade após tantos anos ingerindo álcool e drogas pesadas. “Estou chegando ao terceiro ano sóbrio, e eu acabei de voltar de uma reunião. Atingi um estágio bem estranho. Não estou feliz sóbrio, mas não quero ficar bêbado. Alguém me disse que o terceiro ano é assim mesmo”, conta o cantor.

Sobre os anos em que andava ‘chapado’, Ozzy relembrou: “Às vezes eu penso ‘O que raios estava errado comigo quando eu achava que uma boa noite era ficar com a barriga cheia de álcool e um saco de cocaína? Você está sentado num quarto de hotel, louco, e o sol está nascendo e você tem que fazer um show nesse dia. É amedrontador. Eu não tenho vontade alguma de fazer isso. Quando descobrimos a cocaína foi o começo do fim [falando do Black Sabbath]. Mas, nós voltamos com um álbum que se tornou número 1 nas paradas e estamos fazendo uma turnê de despedida”.

Quando o assunto é o fim do Black Sabbath, Ozzy é enfático: Eu quero que você saiba uma coisa: não pense ‘Ah, esses caras vão voltar, eu verei eles da próxima vez’. Não. Esse é o fim do Sabbath. É realmente o fim”.

Sem mais artigos