Nei Young

(Foto: divulgação) Neil Young

Aparentemente o vovô Neil Young deu permissão para Donald Trump usar sua música na campanha presidencial. Em uma entrevista para a Reuters, divulgada nesta terça, 24, o músico canadense disse que ‘uma vez que uma música é lançada, todo mundo pode usá-la para qualquer coisa’ \o/. Para quem não sabe, o candidato republicano usou Rockin’ in The Free World no lançamento da campanha, em junho de 2015, sem pedir autorização a Young.

Na época, o músico escreveu no Facebook: “A música é uma linguagem universal. Então, estou feliz que tantas pessoas com crenças diferentes tenham acesso a minha música, mesmo que elas não compartilhem as minhas crenças. Mas, se ele [Trump] tivesse me pedido permissão para usar a minha música, eu teria dito não”.

Porém, parece que agora ele mudou de opinião concluindo que tudo bem usarem sua obra: “Atualmente Trump tem uma licença para usá-la. Quer dizer, ele disse que tem e eu acredito nele. Não tenho nada contra ele. Você sabe, quando sua música sai, todo mundo pode usá-la para qualquer coisa”, disse Young na entrevista. Segundo o artigo, a equipe de Trump informou o artista que tem um contrato de licença com a ASCAP (sociedade que protege o direito autoral das obras) para utilizar a canção.

O músico de 70 anos, que não vota nos EUA, ainda disse no papo que seu apoio vai para Bernie Sanders: “Ele é o único candidato que fala sobre os problemas e questões que são importantes para mim, como o problema das grandes corporações estarem controlando a democracia, por exemplo”.

Sem mais artigos