O Teatro Mágico comemora 11 anos de carreira

Divulgação O Teatro Mágico: 11 anos na estrada

À frente d’O Teatro Mágico há 11 anos, Fernando Anitelli comemora o sucesso do grupo. “É uma alegria fazer parte de um projeto autônomo que traz uma discussão sobre a música livre”, diz o vocalista e fundador da banda. O grupo celebra sua mais de uma década de estrada em um show especial para o público de São Paulo neste sábado (25) no Citibank Hall.

Para Anitelli, a propagação da música da banda pelo país inteiro é motivo de orgulho. Desde o início, o grupo permanece independente e faz questão de disponibilizar suas músicas para download gratuito na internet – o que, para eles, não é sinônimo de inibição de vendas: a banda soma mais de 3 milhões de CDs vendidos e outros 450 mil DVDs.

Fernando Anitelli, vocalista do Teatro Mágico

Reprodução/Facebook Fernando Anitelli, vocalista da banda

“Nós podemos gravar o que queremos, como queremos e podemos falar sobre os assuntos que bem nos interessam”, declara Anitelli, que não vê nenhuma necessidade em se ter uma gravadora para divulgar uma música ou fazer um clipe hoje em dia. “Eu vejo cada vez mais que as bandas estão entendendo isso. Cada vez mais existe autonomia em função da tecnologia, da internet estar mais acessível para as pessoas.”

Foi pensando na forma como a música é consumida hoje em dia que O Teatro Mágico optou por transformar seu material mais recente em um EP, que será lançado no final do ano. “A gente sentiu que cada vez mais as pessoas têm acesso às músicas de uma maneira pontual. A pessoa busca uma ou outra música que ela quer ouvir”. Assim, ao invés de esperar o próximo ano, quando a banda já teria material suficiente para fazer um CD, a escolha feita foi de lançar menos músicas, mas de forma mais dinâmica.

As faixas inéditas que farão parte desse EP vão estar no setlist do show comemorativo, que não vai deixar de lado sucessos mais antigos como O Anjo Mais Velho e Quando A Fé Ruge. A banda ainda fará uma homenagem ao Clube da Esquina, movimento musical formado por Milton Nascimento, Lô Borges, Fernando Brandt e outros músicos brasileiros nos anos 60.

“O Clube da Esquina é uma influência gigante para todos nós do Teatro Mágico. Nós já fazíamos essa homenagem quando o Fernando Brandt fez a sua passagem”, conta Anitelli. Brandt faleceu neste ano, no dia 12 de junho. “Para nós, o importante é isso: mostrar para eles [do Clube da Esquina] que o que eles fizeram é fabuloso e ainda nos inspira a fazer a música de amanhã.”

A banda ainda vai levar ao palco convidados como Lucas Silveira, da banda Fresno, Tiê e Dani Black, músicos que conheceram durante a sua trajetória e que acabaram se tornando grandes amigos do grupo.

SERVIÇO

O Teatro Mágico em São Paulo

Quando: sábado, dia 25 de julho de 2015, às 22h.

Onde: Citibank Hall SP – Av. das Nações Unidas, 17955 – Santo Amaro/ SP

Ingressos: de R$ 40 a R$ 300

Classificação etária: 14 e 15 anos: permitida a entrada acompanhados dos pais ou responsável

legal. 16 anos em diante é permitida a entrada desacompanhados.

Abertura da casa 1h30 antes do espetáculo

Sem mais artigos