O ex-Beatle Paul McCartney surpreendeu seus fãs nesta sexta-feira (18) ao realizar um inesperado show de 20 minutos no distrito de Covent Garden, em Londres, uma apresentação intimista que foi acompanha por cerca de 2 mil turistas e curiosos.

Imerso na divulgação de seu novo disco, intitulado New, McCartney anunciou a realização do show no Twitter por volta das 8h (de Brasília) e, meia hora depois, apareceu sobre um palco portátil instalado em uma das praças mais visitadas da capital britânica.

“Vamos tocar alguns temas de nosso último álbum, portanto deixem seus fones”, anunciou McCartney, de 71 anos, antes de tocar cinco faixas do novo álbum.

“Isto é uma mudança em relação aos anos 60, já que naquela época estaríamos atualmente saindo das discotecas”, brincou o ex-Beatle ao falar sobre o horário do show, o mesmo em que os trabalhadores do centro de Londres costumam fazer sua hora de almoço.

“Muito obrigado. Muito bem, agora voltem ao trabalho”, declarou o musico britânico ao encerrar o show. Depois da rápida apresentação, McCartney ainda assinou exemplares de New na loja HMV de Oxford Street, onde os fãs o aguardavam desde a noite de ontem em uma longa fila.

McCartney repetiu hoje em Londres a mesma experiência que já havia realizado há uma semana em Nova York, onde fez um show surpresa na movimenta Times Square.

No entanto, ambas as atuações traçam certo paralelo com o último concerto ao vivo dos Beatles, em 1969, um recital improvisado no terraço do edifício da gravadora Apple Records, próximo à Covent Garden.

Naquela ocasião, a polícia pediu para desligar os amplificadores e, desta forma, pôs fim às atuações ao vivo do quarteto de Liverpool. 

Sem mais artigos