Se você achava que sabia tudo sobre PJ Harvey, acredite, você não sabia nada. Depois de três anos sem lançar nenhum material inédito, ela retorna à cena musical com White Chalk, um disco que surpreende se comparado a tudo o que a cantora inglesa já fez, mas que ao mesmo tempo, deveria ser um trabalho esperado, levando em conta a trajetória de Harvey.

Produzido pela própria cantora, em parceria com colaboradores de longa data como Flood e John Parish, White Chalk mostra Harvey mergulhando num universo mais dark, um passo à frente do rock alternativo que ela vem fazendo. Nas 11 faixas, pode-se dizer que a cantora trava um duelo entre sua voz e o piano, instrumento pouco usado em seus discos anteriores e do qual ela não tem muito domínio, segundo a própria.

Deixando de lado as guitarras e apostando no piano e em suaves batidas eletrônicas, Harvey mostra menos rebeldia e mais calma – algo que você nunca pensou ouvir de PJ Harvey.

Entre as 11 músicas, a faixa que dá nome ao disco, White Chakal, Dear Darkness e The Piano destacam-se como canções com potencial para levar o álbum, que no todo, mostra uma artista madura, com bagagem e coragem suficiente para lançar um disco que, mesmo entre os maiores fãs, era inesperado.

O disco foi inteiro gravado nos estúdios de West London e traz participações especiais de Eric Drew Feldman e também de Jim White, baterista do Dirty Three.

White Chalk / PJ Harvey
Gravadora: Universal
Ano: 2007
Faixas: 1. The Devil / 2. Dear Darkness / 3. Grow Grow Grow / 4. When Under Ether / 5. White Chalk / 6. Broken Harp / 7. Silence / 8. To Talk To You / 9. The Piano / 10. Before Departure / 11. The Mountain.

PJ Harvey - White Chalk

Sem mais artigos