Quem foi neste sábado ao Playcenter deve ter achado estranho ver tantos roqueiros e cabeludos circulando pelo local, mas tudo tem explicação. É que hoje rolou o Uninove Fest Music, o maior festival musical estudantil de São Paulo.

Em uma área reservada, dentro do parque de diversões, 14 bandas se apresentaram para mais de 600 estudantes por prêmios que variavam entre R$ 3.500 em equipamentos musicais – para a primeira colocada -, e R$ 1.500 – para a terceira colocada.

Em sua terceira edição, o Uninove FestMusic foi bem avaliado pela galera. Matheus, de 14 anos, nunca tinha participado do evento e acha legal “dar uma chance para as bandas adolescentes mostrarem que têm talento, ainda mais, em um mercado tão disputado”. A mãezona Sheila, de 42 anos, torcendo pelo filho – baterista da banda do Colégio Rui Barbosa -, gostou da organização e apreciou o respeito que os jovens mostraram durante todos as apresentações.

Daniel, de 18 anos, já participou de outras edições do evento. “Esse ano achei que as bandas eram mais fracas, mas em compensação achei muito ‘loca’ a produção, fazer no Playcenter foi uma grande idéia”.

A banda Vulto foi a primeira colocada, seguida por Duque Xilindró em segudo e, Rock Fire e Fallen Angels – houve empate -, em terceiro.

O vocalista da banda Vulto estava tão nervoso com a vitória que não conseguia nem dizer o próprio nome. Ele contou que na noite anterior havia tido um sonho: um vulto que o perseguia. Premonição? Ele diz que não, que esperava uma boa colocação, mas que o primeiro lugar surpreendeu. “Hoje, estava tão ansioso que nem despertador precisei usar para acordar. Agora, com a vitória, pretendo usar a grana do prêmio na produção da banda, quem sabe gravar um CD”.

Sem mais artigos