O site de hospedagem gratuita de arquivos Rapidshare decidiu limitar o uso de usuários gratuitos para desestimular o compartilhamento de conteúdo não-autorizado, como álbuns, filmes e jogos digitais.

A partir do próximo dia 27, quem não assinar o site vai ter o upload limitado a 1GB por mês, enquanto assinantes poderão compartilhar até 30GB.

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (8), a diretora executiva do site, Alexandra Zwingli, alega que a intenção é mostrar às autoridades que o Rapidshare tem feito o possível para evitar a ação dos piratas.

“Estamos constantemente tentando melhorar nosso serviço, e ao mesmo tempo tentando combater as infrações de direitos autorais”, disse. “Nosso maior desafio é implementar mudanças gerias sem comprometer a experiência do usuário”.

O Rapidshare, baseado na Suíça, quer evitar o mesmo destino do Megaupload, site de compartilhamentos baseado em Hong Kong que foi fechado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos no começo do ano.

O fundador do Megaupload, o alemão Kim Dotcom, chegou a ser preso na Nova Zelândia, onde mora, e aguarda julgamento do pedido de extradição para os EUA.

Sem mais artigos