Rico Dalasam

Rico Dalasam

Não Posso Esperar, o nome do novo clipe de Rico Dalasam diz muito sobre ele. Primeiro rapper gay a aparecer na mídia, ele é um talento periférico, de Taboão da Serra, e do underground, surgido nas batalhas de MCs, com régua e compasso, voz, estilo e ambição, para explodir no mainstream.

“Quem vive à margem da margem dificilmente se dá conta de tudo o que te foi roubado. Eu sei o poder que existe em encontrar os melhores orgulhos. Enquanto não redistribuo renda , vou redistribuindo orgulho”, afirmou Rico, que após ter inventado a hastag #ofervoeprotesto, agora passou a divulgar sua nova criação, #orgunga, que segundo ele significa “seus melhores orgulhos”.

Gravado no Bushwig, festival de drags que rola no Brooklyn, em Nova York, o vídeo será lançando oficialmente durante show de Rico na quinta (28), na festa Discopédia, que ocupa o Superloft (rua Cardeal Arcoverde, 2926, Pinheiros). Também se apresentam os DJs Marco, Dan Dan e Nyack.

Recentemente, o Virgula MiniDocs fez uma radiografia sobre o rapper do Taboão, se você ainda não viu, se joga aqui.

Mini-Doc: Rico Dalasam

Sem mais artigos