No dia 1º de setembro chega às lojas a biografia de Robbie Williams, Feel, em que ele promete contar algumas das passagens mais incríveis de sua vida e de sua carreira. Entre esses episódios está a famosa rixa com Noel e Liam Gallagher, depois de uma forte amizade com os irmãos do Oasis.

No livro, escrito por Chris Heat, Robbie conta tudo, desde o início da amizade, em 1995, até as discussões públicas pela imprensa e as ameaças de trocas de socos com os roqueiros.

O cantor pop conheceu Liam Gallagher logo depois de abandonar o Take That, boy band à qual pertencia. Ele chegou a subir ao palco com a banda em uma apresentação no Festival de Glastonbury, em 1995.

“Liam e eu costumávamos cheirar carreiras de cocaína cantando ‘Sgt Pepper’ um para o outro”, revela Robbie Williams. “Mas Liam era muito paranóico em relação a tudo”.

Sem contar o verdadeiro motivo, o cantor conta que em 2000, Noel Gallagher afirmou, em entrevista à revista Heat, que Robbie era um ‘dançarino gordo saído do Take That’.

Irritado com a declaração do ex-amigo, ele resolveu se vingar, enviando uma coroa de flores brancas e a seguinte obesrvação: “Ouça seu álbum mais recente. Com todo apreço, Robbie Williams”.

Em vez de colocar panos quentes na briga do amigo com o irmão, Liam resolveu entrar na confusão, ameaçando Robbie de quebrar seu nariz (veja que Chorão e Marcelo Camelo não fizeram nada de inédito).

Robbie Williams mostrou-se chateado com toda aquela situação. “Isso me chateou muito, porque eu os amava e admirava há muito tempo”. Mas pensa que ele desistiu da briga? Não não.

A vingança final viria em alto estilo, com música. O cantor pop realizou três apresentações em Knebworth, um local bastante prestigiado na Inglaterra. Ah, todos os shows com lotação esgotada.

Acontece que em 1996, o Oasis havia se apresentado no mesmo lugar, mas em duas noites consecutivas, achando que já tinha realizado um grande feito (na verdade, até foi um grande feito). Mas Robbie Williams não perdeu a chance de alfinetar e mandou uma carta para Noel com um par de sapatos de dança. “Querido Sr. Noel Gallagher, você disse que tocar duas noites em Knebworth era fazer história. Bem, eu acho então que tocar três é simplesmente sensacional”.

E ainda cantou alguns versos de “Wonderwall” para a multidão, na última noite, dizendo: “Essa será a única vez em que vocês vão ouvir essa música em uma terceira noite em Knebworth”.

Imagina a cara dos Gallagher quando esse livro sair!

Sem mais artigos