O top 100 da Billboard é liderado há três semanas por Royals, single de estreia da cantora e compositora neozelandesa Ella Maria Lani Yelich-O’Connor, também conhecida como Lorde, de apenas 16 anos.

A canção é a mais ouvida nos serviços de streaming por assinatura nos Estados Unidos, com 2 milhões e 800 mil acessos. Além disso, está em primeiro lugar no que diz respeito aos downloads pagos (293 mil), de acordo com o Nielsen SoundScan. É, neste momento, a segunda música mais tocada nas rádios norte-americana. 

Lorde nasceu em 1996, assinou com a gravadora Universal aos 13 anos, e – no final de 2012 – estourou na Nova Zelândia com a canção Royal. A adolescente cita influências de Grimes, SBTRKT e Sleigh Bells, tendo feito versões de faixas de Kanye West e Tears for Fears

Pure Heroine, seu álbum de estreia, foi lançado no final de setembro nos Estados Unidos e cehga àS lojas da Europa na próxima segunda-feira (28). Todas as canções são de autoria de Lorde em parceria com o produtor neozelandês Joel Little

Chamada de nova rainha do alternativo na capa da Billboard norte-americana, Ella Yelich-O’Connor disse à publicação que prefere o mistério. “Em um mundo perfeito, eu nunca daria entrevistas, e provavelmente só haveria uma foto minha por aí. E seria só isso”, ela declarou para a publicação.

"Royals", da cantora neozelandesa Lorde, chega ao topo das paradas nos EUA

Sem mais artigos