Há bandas que, de tão ruins, não deveriam existir. Por outro lado, há bandas fictícias tão boas que deveriam existir de verdade. Foi o que pensei quando assisti a The Wonders, aquele filme do Tom Hanks e da musiquinha “Oh yoooou/ Doing that thing you doo-o-oo”. A história toda é bem clichê, mas as canções são de grudar na cabeça para sempre. Lembrando de outras bandas fictícias bacanas, o Virgula Música fez um top sete. Dá uma olhada e, se for o caso, meta o pau nos comentários lá embaixo.

The Wonders
Em entrevista ao site Shortlist, Tom Hanks disse que The Wonders – O Sonho Não Acabou é o único filme seu a que assistiu mais de uma vez. Ele acompanha a história de sucesso e decadência da banda fictícia The Wonders, nos anos 60. A grudenta canção That Thing You Do, composta por Adam Schlesinger, baixista da banda alternativa Fountains of Wayne, virou hit radiofônico.

Spinal Tap
Você já ouviu falar sobre o filme This Is Spinal Tap? É um dos documentários de música mais divertidos e cultuados já feitos. Eu disse documentário? Na verdade, o filme é um “falso documentário” e acompanha a história da banda fictícia Spinal Tap, um trio que, ao longo de décadas de existência, passou por todas as fases do rock, teve dezenas de bateristas (um deles morreu no palco por “combustão espontânea”) e experimentou todos os exageros e clichês do estilo. Apesar de ser uma tiração de sarro sem limites, a banda tinha músicas muito boas.

Massacration
Arueeee-Aruooooooowow. O Massacration, liderado por Detonator, o filho de voz fina do Deus Metal, nasceu como um quadro do programa Hermes e Renato, na MTV, mas logo começou a fazer shows de verdade por causa de sua popularidade. Canções como Metal Massacre Attack, Metal Bucetation e Evil Papagali fazem cabeleiras balançarem com vontade.

The Rutles
Eric Idle, do grupo de humor Monty Python, foi quem teve a ideia de rodar o filme The Rutles, uma sátira absurda da história dos Beatles. Os caras fizeram músicas que, se não fossem as letras sem noção, passariam facilmente por composições do quarteto de Liverpool, da fase Iê-iê-iê até as músicas psicodélicas.

Stillwater
Quase Famosos é um filme escrito e dirigido por um cara que entende muito de rock, Cameron Crowe. Antes de ser diretor, ele escrevia para a Rolling Stone (com apenas 16 anos, fez uma matéria de capa sobre os Allman Brothers). O longa, meio autobiográfico, mostra o relacionamento de um jovem jornalista com a banda Stillwater, uma espécie de Led Zeppelin. As canções do grupo, na vida real, foram compostas pela mulher de Crowe, Nancy Wilson.

Weird Sisters
A banda mais famosa do universo de Harry Potter foi interpretada no filme O Cálice de Fogo por um supertime de músicos: Jarvis Cocker e Steve Mackey, do Pulp, Jonny Greenwood e Phil Selway, do Radiohead, Jason Buckle, do All Seeing I e Steven Claydon, do Add N to (X). Jarvis Cocker foi quem escreveu a música Do The Hippogriff, que foi para as telonas. Ah, uma curiosidade: O Franz Ferdinand foi convidada para interpretar o grupo, mas recusou.

Dr. Teeth and the Electric Mayhem
Qualquer coisa com os Muppets deveria entrar em uma lista de “melhores do mundo”. A banda do Dr Teeth não fica de fora. Os fantoches do grupo foram inspirados em músicos reais. O baterista Animal, por exemplo, é uma versão de pano do despirocado Keith Moon, do The Who.

Sem mais artigos