A famosa sex tape do rapper Tupac Shakur, assassinado em setembro de 1996, foi finalmente vendida para um colecionador anônimo. Segundo informações do tabloide TMZ, o ex-dono do material havia decidido não vender a fita para nenhuma empresa de entretenimento adulto, os chamando de “parasitas”.

Não há informações sobre quanto dinheiro o colecionador desembolsou para ter o registro. Anteriormente, duas produtoras pornôs rivais estavam dispostas a pagar mais de US$ 150 mil pelo filme. A sex tape foi gravada em 1991 e mostra uma mulher fazendo sexo oral no rapper, durante uma festa, enquanto ele canta.

A família de Tupac declarou que “processará quem tentar divulgar o conteúdo da fita”. Segundo um porta-voz do espólio do artista, apenas a família pode autorizar o uso da imagem dele para fins comerciais e eles não é de interesse deles que a imagem de músico seja exposta desta forma.

LEIA MAIS: Fotos de suposta sex tape de Tupac Shakur caem na internet; veja
Cinzas de rapper Tupac Shakur viraram baseado, afirma grupo de hip-hop


Sem mais artigos