Show de Gal Costa estaria entre os arquivos queimados no incêndio na Cinemateca

O incêndio que tomou conta da Cinemateca Brasileira, na zona oeste de São Paulo, queimou diversos arquivos importantíssimos da cultura e arte brasileira. Entre eles, ao que tudo indica, está a apresentação do espetáculo “Fa-tal – Gal a todo vapor”, de Gal Costa, um dos shows mais emblemáticos da contracultura nacional.

O concerto, que aconteceu em 1971 em meio à forte repressão do governo militar, tinha sua única cópia no acervo da Cinemateca, cujo galpão foi atingido por um enorme incêndio na última quinta-feira (29).

Ao total, estima-se que cerca de 4 toneladas de documentos tenham sido queimados, entre arquivos sobre a história do cinema no Brasil e equipamentos que seriam usados pelo museu no futuro museu, além de parte do acervo de Glauber Rocha que estavam armazenados no local.

Sem mais artigos