Uma reunião da banda Grateful Dead tida como o primeiro show formal do grupo desde a morte do líder Jerry Garcia em 1995 foi vetada por autoridades de Wisconsin, nos EUA, que temem não conseguir lidar com os milhares de fãs que o evento poderia atrair.

O Conselho de Supervisores do Condado de Walworth votaram por unanimidade em uma reunião votada na terça-feira à noite contra a permissão do show que estava planejado para acontecer nos dias 3 e 4 de agosto no Alpine Valley, uma área de esqui e casa de shows entre Chicago e Milwaukee.

Alguns moradores que se posicionaram contra o evento ainda estão furiosos com o último show do Grateful Dead ocorrido há 13 anos, quando o grupo e seus milhares de seguidores se apresentaram no lugar ao sul de Wisconsin.

“Eu tive que sair correndo de casa para tentar impedir um cara de urinar em meu jardim”, disse uma mulher que não quis revelar o nome. “Em outro dia, alguém estava com o traseiro à mostra no jardim dos fundos tomando banho com minha mangueira”.

Autoridades disseram na reunião que estavam preocupados que 250.000 pessoas pudessem comparecer ao evento.

“É muita gente para uma área de uma milha quadrada (1.6 quilômetros quadrados) e não haveria por lá proteção adequada — equipe contra incêndio, emergência, nada”, afirmou o morador John Corrao.

O xerife do condado de Walworth, David Graves, disse que ele outras autoridades de Justiça da área estavam aliviados com a decisão do Conselho.

O organizador do evento, o Clear Channel Entertainment de San Antonio, Texas, apresentou planos elaborados para estacionamento, segurança e apoio médico. Uma porta-voz do Clear Channel disse que a companhia decidirá se vai apelar da decisão.

Sem mais artigos