Show musical inédito reúne percussão e música erudita no Anhembi

Em sua segunda edição, no dia 16 de abril, o Batuque Sinfônico, iniciativa que produz shows musicais inéditos unindo música erudita e popular, traz o Quabales Banda — formado no projeto socioeducativo de Salvador (BA), idealizado por Marivaldo dos Santos – para interagir com o Let’s Duet – músicos eruditos performáticos, que interpretam obras originais e outros grandes sucessos mundiais, utilizando a linguagem do clown, os palhaços da linguagem teatral.

O projeto, sob coordenação musical de Leonardo Padovani, violinista e compositor paulista, é realizado com apoio do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Programa de Ação Cultural e patrocínio do Açúcar Guarani, traz 21 músicos em cena para o Sambódromo do Anhembi, fazendo parte do período de comemorações do Carnaval de São Paulo.

“Nosso principal objetivo com o Batuque Sinfônico é promover intercâmbio artístico entre músicos ligados aos universos erudito e popular, provocando interação estética que possa resultar na construção de um show instigante, animado e rico em qualidade”, explica Cairê Aoas, sócio da Sukses Eventos, que coordena toda a produção do projeto.

“Trazemos um show para despertar o interesse da população e ampliar seu conhecimento e gosto também pela música erudita. E nada melhor que trazer essa mistura de sons e universos para o Sambódromo do Anhembi, aproveitando a época que o carnaval paulistano vai acontecer”, completa.

O Quabales, banda musical idealizada pelo músico, compositor e performer Marivaldo dos Santos, que também integra o elenco do espetáculo STOMP, da Broadway de New York, com trajetória nacional e internacional de destaque, traz para o palco jovens percussionistas que se profissionalizaram a partir do projeto artístico-social de mesmo nome, que tem como objetivo a inclusão social e profissional de crianças, jovens e adultos por meio da música, arte e educação.

Criado há 10 anos, com atividades permanentes na região do Nordeste de Amaralina – comunidade na região metropolitana de Salvador (BA) que possui mais de 100 mil habitantes em situação de vulnerabilidade social -, a linguagem criada pelo grupo é envolvida pela percussão baiana, hip hop, canto, som eletrônico, percussão corporal e dança, mesclando todos esses ritmos com a linguagem do STOMP.

Para 2022, o Batuque Sinfônico conta com a coordenação musical e arranjos de Leonardo Padovani, violinista e compositor paulista, com trajetória reconhecida de participação em grupos de música erudita e popular, composição de trilhas sonoras para audiovisual e a criação do espetáculo Let’s Duet, ao lado de Daniel Tauszi.

A dupla de músicos eruditos, que estreou no ano de 2014, interpreta obras originais e outros grandes sucessos mundiais, utilizando-se da linguagem do clown – palhaços da linguagem teatral -, trazendo humor ao espetáculo, integrando rivalidade e cumplicidade na apresentação. Com referência às criações de Tim Burton, o sexteto especialmente montado para o projeto Batuque Sinfônico, apresentará ao público personagens inusitados, executando música erudita de forma cômica e interagindo com o som executado pelos jovens percussionistas do Quabales.

Com distribuição gratuita de 100% dos ingressos para organizações sociais, escolas de sambas, instituições parceiras e interessados previamente cadastrados, a ação busca oferecer acesso ao Carnaval, festa que faz parte da cultura brasileira para a população em um ambiente diferenciado, que também contará com desfile de uma das escolas de samba do grupo de acesso. Batuque Sinfônico conta com o apoio da Liga das Escolas de Samba e trará grandes surpresas para a plateia, com um show de tirar o fôlego.

“Nosso principal objetivo é apresentar para público da cidade de São Paulo ações artísticas bem-sucedidas, desenvolvidas por organizações sociais que investem na formação cultural de jovens oriundos de regiões de vulnerabilidade social, demonstrando o grande potencial da arte em transformar a realidade de jovens, abrir caminhos por meio da dedicação e talento, permitindo a transformação profunda de suas realidades sociais”, finaliza Cairê.

Ficha Técnica
Direção Musical e Arranjos: Leonardo Padovani
Direção Artística: Marivaldo Santos
Grupo Musical: Quabales Banda e Let’s Duet
Consultoria de Projeto: Pas de Deux Projetos
Coordenação de Produção: Sukses Eventos Ltda

Serviço

2ª EDIÇÃO BATUQUE SINFÔNICO
Data: 16/04, das 20h às 02h30
Local: Sambódromo do Anhembi – Av. Olavo Fontoura, 1209 – Santana, São Paulo – SP, 02012-021
Entrada gratuita mediante apresentação de ingresso que pode ser adquirido pelo link no Instagram oficial do projeto.

Sobre o Batuque Sinfônico

Batuque Sinfônico é uma iniciativa que produz shows musicais inéditos unindo música erudita e popular. O projeto teve sua primeira edição realizada no ano de 2018, e em 2022 realiza sua segunda edição durante o período de comemorações do Carnaval de SP no Sambódromo do Anhembi. O projeto tem como objetivo promover intercâmbio artístico entre músicos ligados ao universo erudito e ao universo popular, provocando interação estética que possa resultar na construção de um show instigante, animado e rico em qualidade, a fim de despertar o interesse da população e ampliar seu conhecimento e gosto pela música erudita.

Sobre o Quabales

O Quabales é um projeto socioeducativo cultural idealizado por Marivaldo dos Santos e Fernanda Mello, fundado em 2012. Tem como objetivo a inclusão social e profissional de crianças, jovens e adultos por meio da música, da arte e da educação. Alcançando o âmbito profissional, em 2015, foi criado o Quabales Banda, grupo performático formado por jovens egressos das oficinas do projeto. Sob a direção artística de Marivaldo, que também integra o elenco do show STOMP de Nova York por mais de duas décadas, a banda mistura música, performance, percussão baiana, hip hop, canto, batida eletrônica e a linguagem do STOMP. Ao longo de 10 anos de trajetória, já atendeu mais de 3000 crianças e jovens em oficinas culturais, e firmou parcerias importantes, que contribuíram, significativamente, para a manutenção de suas atividades, como: Fundação Gregório de Matos, Espaço Boca de Brasa Quabales, Prefeitura de Salvador, Caixa Econômica Cultural, Coca-Cola Jeans, IESSI, LCB Consultoria, AUDIUM e BrazilFoundation. Saiba mais no site oficial.

Sobre o Let’s Duet

Let’s Duet, homenagem à Malitchewsky é um espetáculo de música e humor criado por Leonardo Padovani, Daniel Tauszig, Gustavo Miranda e Adonis Comelato. Em cena, três atores – dois músicos e um mordomo – parecem viver em um mundo à parte e interpretam músicas sem limite de gênero e atemporais. Na peça, os músicos “discípulos” Leonardo Padovani e Daniel Tauszig prestam homenagem à carreira e à obra de seu mestre, o fictício e ilustre maestro Dobromier Malitchewsky, falecido recentemente em um misterioso assassinato. Let’s Duet interpreta “obras originais” de Malitchewsky e outros sucessos da música mundial, se destacando pela qualidade musical e pela linguagem de humor simples e não apelativa, para qualquer tipo de público. Padovani e Tauszig são multi-instrumentistas e unem beleza e humor em um só espetáculo. Gustavo Miranda é um dos mais respeitados improvisadores da América Latina e participa como ator em espetáculos como: Portátil (Porta dos fundos) e Improvável (Barbixas). Saiba mais no site oficial.

Show musical inédito reúne percussão e música erudita no Anhembi

Sem mais artigos
Sair da versão mobile