O cantor e líder da banda norte-americana Aerosmith, Steven Tyler, recuperou um quadro de uma caçamba de lixo em Montevidéu durante sua estada no Uruguai, mostra um vídeo divulgado por um usuário do YouTube.

O episódio curioso, divulgado nesta terça-feira (15), aconteceu quando Tyler fazia um passeio noturno pelo centro histórico da capital uruguaia, depois que o Aerosmith fez seu primeiro show no pequeno país sul-americano no último dia 9 no mítico Estádio de futebol Centenário.

Nas imagens, gravadas por um fã, o cantor aparece revirando o interior de uma caçamba de lixo, cena que lembra aos catadores de lixo que percorrem Montevidéu a cavalo.

Como se vê no vídeo, depois de alguns minutos de busca, Tyler tira uma tela grande e, após examinar a peça com mais atenção, decide levá-la com ele.

O trabalho que agradou o roqueiro é de Gonzalo Delgado Galiana, artista uruguaio cujas telas protagonizam retratos de grandes pênis, nus masculinos e cenas homossexuais explícitas.

Ao saber da ação de Tyler, que foi divulgada pelo Canal 10 de televisão, a Agência Efe entrou em contato com Delgado, que reconheceu que o conteúdo sexual lhe causou problemas na hora de encontrar espaços para expor em Montevidéu, “já que o público não está acostumado”.

O artista uruguaio opinou que o quadro chamou a atenção do cantor americano seguramente “porque, por ser de outra cultura, talvez tenha outra mentalidade e aprecie mais a arte”.

Delgado expressou também que “uma obra é arte se estiver em uma galeria ou em uma lata de lixo”, situação, aliás, que considerou “fortuita”.

A tela que Tyler escolheu foi pintada “há uns dez ou 11 anos”, quando o autor participava da oficina dos artistas uruguaios Álvaro Pemper e Virgínia Patrone.

Virgínia, com quem a Efe também falou, explicou que alguns esboços, telas inacabadas e obras descartadas por seus antigos alunos ficaram na oficina por vários anos, mas há poucos dias precisou desfazer-se deles “por questão de espaço”.

Gonzalo Delgado Galiana, nascido em Montevidéu em 1975, participou como diretor artístico e roteirista de vários filmes latino-americanos, alguns deles conhecidos internacionalmente, como “Whisky”, que em 2004 recebeu o Prêmio Goya de melhor filme estrangeira de fala hispânica.

Sem mais artigos