Com um público de 30 mil pessoas e ingressos esgotados, o Incubus subiu ao palco do Summer Break Festival, neste sábado (07), em São Paulo, com alguns minutos de atraso e muita simpatia. Formado por Brandon Boyd (vocal e percussão), Mike Einziger (guitarra), Ben Kenney (baixo), Jose Pasillas (bateria) e o DJ Chris Kilmore (turntables e piano), os norte-americanos mostraram alguns de seus hits da década de 90 em um show não muito diferente do que fizeram no SWU (2010).

Pronto para agradar as fãs, Brandon Boyd não exitou antes de tirar a camisa e dançar. A nudez do vocalista, que tem pinta de galã, levou as garotas ao delírio: “sou realmente muito fã da banda e meu objetivo hoje é sair daqui casada com o Brandon”, brinca a advogada Teresa de Farias, 28 anos.  “Quando eles vieram a última vez [para uma apresentação no extinto festival SWU], eu não consegui comprar o ingresso. Desta vez, eu não poderia perder”, completou. 

Com um total de 15 faixas, o set list da noite incluiu os hits Pardon me (Make Yourself, 1999); Nice to know youCirclesWish you were here (Morning View, 2001); Megalomaniac (A Crow Left of the Murder…, 2004); e Anna Molly (Light Grenades, 2006). “Obrigada Brasil”, agradeceu o vocalista em uma das poucas conversas com o público.

O ponto alto ficou por conta de faixas como Drive (Make Yourself, 1999), acompanha em coro – principalmente pelas garotas – e Made for TV movie, que contou com um trecho de Hello, de Lionel Richie. A escolhida para encerrar a apresentação foi uma versão de She’s So Heavy, dos Beatles, que também empolgou. “Até a próxima, São Paulo!”, despediu-se Brandon.

Sem mais artigos