Suricato

Suricato

De revelação ao estrelato em poucos meses, entre as contribuições que o Suricato está dando para a música brasileira talvez a principal delas seja mostrar que a música pode ter uma preocupação crucial com a parte artística e ser popular ao mesmo tempo. Prova disso é que depois de fazerem sua estreia em São Paulo, no Bourbon Street, em janeiro, eles agora voltam para a capital paulista para apresentar o show do disco Sol-Te no epicentro da hipsterlândia, o Cine Joia, no sábado (7).

Para Rodrigo Suricato, a origem televisiva do grupo, segundo colocado no programa SuperStar, da TV Globo, é motivo de orgulho. “A TV já revelou muita porcaria mas também muita gente boa na época dos festivais e sinto um futuro promissor surgindo para novas bandas. Estamos orgulhosos mas a estrada é muito longa”. Ele dá ainda uma alfinetada de leve nos antigos concorrentes. “Ao contrário de outras bandas que saíram de lá , nosso disco foi muito bem recebido pelo público, crítica e não temos rejeição nas rádios até agora”, afirma.

Rodrigo, Gui Schwab, Pompeo Pelosi e Raphael Romano também são conhecidos por ter uma relação de proximidade com os fãs, seja nos sh0ws ou nas redes sociais. “A gente sempre leva em consideração o que eles dizem, muitos trabalham com a gente de forma voluntária, divulgando nosso som diariamente”, constata o vocalista.

Ao vivo, a banda que incorpora elementos do folk, country e blues para chegar em uma sonoridade própria apresenta as faixas de Sol-Te, entre elas, Trem, Um Tanto, Inseparáveis, Diante de Qualquer Nariz e Pra Tudo Acontecer.

O que mudou no show desde que caíram na estrada?

Acho que estamos tocando melhor e as músicas estão com mais punch ao vivo, diferente da atmosfera tranquila do disco.

Vocês são muito próximos aos fãs na internet, a opinião deles costuma influenciar no repertório dos shows e nas decisões do dia a dia?

A gente sempre leva em consideração o que eles dizem, muitos trabalham com a gente de forma voluntária, divulgando nosso som diariamente. É bom escutar a opinião de quem gosta de você, mas valorizamos muito nossa intuição.

O fato de terem aparecido na TV aberta, na Globo, atrapalhou conquistar um público mais elitizado, que desconfia e até evita o que é muito popular?

Não. Ao contrário de outras bandas que saíram de lá , nosso disco foi muito bem recebido pelo público, crítica e não temos rejeição nas rádios até agora. A TV já revelou muita porcaria mas também muita gente boa na época dos festivais e sinto um futuro promissor surgindo para novas bandas. Estamos orgulhosos mas a estrada é muito longa.

Ter se tornado uma celebridade televisiva e passar a cumprir o papel de ídolo é algo que entra em conflito com sua ideologia pessoal e os temas que aborda nas músicas?

Não tenho controle de como minha imagem chega nas pessoas. Meu foco está na música. Quero me tornar um compositor melhor , aprimorar minha arte. Minha ideologia pessoal é ser um cara gentil e bom para as pessoas. Sigo nessa busca.

SERVIÇO

Suricato “Sol-Te” @ Cine Joia
Sábado, 7 de março
Abertura da bilheteria: 21h
Abertura da casa: 22h
Horário previsto do show: 0h30
Valores:
1º lote: R$ 40,00 (inteira) / R$ 20,00 (meia-entrada);
2º lote: R$ 50,00 (inteira) / R$ 25,00 (meia-entrada);
Classificação: 18 anos
Para todos os shows no Cine Joia há um lote promocional para as dez primeiras pessoas que comprarem o ingresso na bilheteria. Os valores variam de R$ 1,00 a R$ 10,00 e os ingressos são limitados.
Locais de venda:
· www.facebook.com/cinejoia na aba “Compre seu Ingresso” e cinejoia.tv/ingressos
· Cine Joia: Praça Carlos Gomes, 82 (segunda-feira a sexta-feira, das 10h às 18h, e durante o final de semana, a bilheteria só abre em dia de show, 1h antes da abertura oficial da casa).

Cine Joia
Praça Carlos Gomes, 82 – Liberdade
www.cinejoia.tv
Telefone: 3101-1305
Capacidade: 992 pessoas
Cartões de crédito e débito: Visa, Mastercard, Diners, Elo e American Express
Possui área de fumantes e acesso a deficientes
Censura: 18 anos
Chapelaria: R$ 5,00
Serviço de vallet: R$ 25,00
O Cine Joia respeita a lotação máxima determinada por lei.

Banda Suricato

TV revelou muita porcaria mas também gente boa, diz Suricato, que faz show em SP

Sem mais artigos