1D e Britney Spears

Montagem/Divulgação 1D e Britney Spears

Usar celebridades da música para influenciar jovens tem sido uma arma recorrente da indústria de alimentos. Mas um estudo publicado na Pediatrics indica que a maioria dos produtos endossados pelos famosos são junk foods quase que em sua totalidade.

“Adolescentes estão em um estágio de desenvolvimento em que eles se apoiam muito na associação com celebridades para ajudá-los a definir suas identidades”, afirma a pesquisadora que liderou o estudo, Marie Bragg, professora-assistente da Langone Medical Center, da NYU, em entrevista ao The Huffington Post.

“Eles podem responder mais aos anúncios que adultos”, conclui Marie. O The Huffington Post lembra ainda que a suscetibilidade de adolescentes aos anúncios são especialmente problemáticas quanto 17% das crianças e adolescentes dos Estados Unidos sofrerem de obesidade, de acordo com o U.S. Centers of Disease Control and Prevention.

A reportagem aponta, citando estudos, que a indústria gasta mais que US$ 1,8 bilhão por ano em marketing. Ainda segundo a pesquisadora, as junk foods estão causando um problema de saúde pública, inclusive gerando mais gastos.

No estudo, os pesquisadores reuniram músicos que frequentaram as paradas da Billboard Hot 100 de 2013 e 2014 e se basearam em seus acordos comerciais, divididos em anúncios televisivos, vídeos promocionais e shows patrocinados. O estudo também levou em conta o perfil nutricional dos alimentos anunciados.

Sem mais artigos