Priscila Fantin fala sobre saúde mental em campanha

Visando conscientizar a população sobre a importância do cuidado com a saúde mental, neste Setembro Amarelo, a atriz Priscila Fantin e a jornalista Daiana Garbin, mulher do apresentador Tiago Leifert, relataram suas experiências com transtornos psicológicos.

Os depoimentos fazem parte da campanha “Falar Pode Mudar Tudo”, da Libbs Farmacêutica, que tem como objetivo desmistificar os estigmas em relação aos transtornos mentais, combater os preconceitos que a própria sociedade tem sobre eles e reforçar como pequenas atitudes podem mudar a vida de uma pessoa com transtorno mental.

“Quando eu ouvi pela primeira vez que tinha depressão, eu até demorei para ver que aquilo não era o drama de uma personagem”, conta a atriz para a ação.

Mais de um ano após o início da pandemia de Covid-19, 53% da população brasileira acreditam que sua saúde mental mudou para pior. Os dados são do estudo One Year of Covid-19, realizado pela Ipsos para o Fórum Econômico Mundial.1 A pesquisa avaliou mais de 30 países. No resultado consolidado, 45% declararam que a saúde mental piorou desde o início da pandemia, contra apenas 16% que entendem ter melhorado.

Outra celebridade que participa do projeto contando suas histórias de superação com transtornos mentais é a apresentadora Daiana Garbin. “Falar sobre as nossas dores pode nos pôr no caminho da cura. Foi só a partir do momento em que eu não tive vergonha de falar sobre o que eu vivia e procurar ajuda, que eu consegui passar a viver melhor”, afirmou.

Sem mais artigos