Veja 5 esportes que mais causam lesão no joelho e saiba como praticar

O joelho, composto por três ossos (fêmur, tíbia e patela), tendões e ligamentos, é a maior articulação do corpo humano, e é uma das regiões mais lesionadas, especialmente como consequência de algum esporte. A área sofre com a compensação e a sustentação de peso e impactos, e, durante a prática esportiva, é utilizada de forma ainda mais intensa.

Por ser uma região sensível, ela está mais suscetível a lesões diretas e indiretas, seja como consequência do esporte ou durante a prática efetiva. Alguns esportes causam mais impacto do que outros, porém, existem aqueles nos quais as lesões no joelho são mais comuns de acontecerem, como o Atletismo, o Futebol, Lutas e Artes Marciais, Basquete e Tênis.

“As lesões acontecem quando, além do atleta não estar preparado fisicamente, ele entra em um patamar em que acha que está muito bem preparado mentalmente, e cai. E, muitas vezes, ele não procura ajuda no início”, explica o Dr. Luiz Felipe de Carvalho, ortopedista especialista em coluna vertebral e medicina regenerativa, em conversa sobre o tema.

De acordo com o médico, além da parte física, a lesão está diretamente ligada à parte mental, e isso vale até mesmo para os “atletas de finais de semana”, como o profissional mesmo coloca. Ele afirma que as lesões vêm exatamente no momento em que o indivíduo não tem uma percepção adequada do treino que está fazendo. Ou seja, o foco ao treinar é extremamente importante para evitar possíveis complicações.

“O atleta que está mentalmente preparado, ele tem um super foco, e é dali para frente que ele vai chegar onde ele quer. É muito importante focar mente e corpo conectado para evitar lesão”, finaliza o ortopedista.

Sobre o Dr. Luiz Felipe Carvalho

Dr. Luiz Felipe Carvalho é ortopedista especialista em coluna vertebral e medicina regenerativa. Já tratou grandes atletas como o tenista uruguaio Pablo Cuevas, o jogador de futebol Rodrigo Dourado e o Ferreirinha do Grêmio. O Gaúcho, possui um profundo conhecimento sobre os modernos procedimentos cirúrgicos da coluna vertebral e também trabalha com técnicas minimamente invasivas.

É diplomado pela Academia Americana de Medicina Regenerativa (AABRM), e  pelo grupo Latino Americano ORTHOREGEN. Atualmente, o médico trabalha para o time ucraniano UCSA, onde está montando um departamento médico de medicina regenerativa com biotecnologia de ponta.

Veja 5 esportes que mais causam lesão no joelho e saiba como praticar

Sem mais artigos