AI, que saudade

Reprodução AI, que saudade

O VHS estará oficialmente morto em agosto. A japonesa  Funai Electric, a última fábrica de produção do material em todo mundo, afirmou que fechará as portas no mês que vem, decretando o fim oficial dessa produção que marcou época por décadas.

Essa notícia, apesar de esperada, é bem triste para pessoas que cresceram até os anos 90, afinal, colecionar VHS era uma das coisas mais ostentação que uma criança poderia ter naquela época.

Aliás, qualquer jovem apaixonado por videocassete entende o que vamos falar agora.

O maior custo-benefício do mundo era a série videoteca da Folha

Sonho de consumo

Reprodução Sonho de consumo

 

Qualquer pessoa que curtia filmes da Disney tinha essas fitas aqui como obrigação 

Nunca faltava na prateleira

Reprodução Nunca faltava na prateleira

 

Mas ostentação MESMO era esse “lado b” aqui 

Quando hipster nem existia

Reprodução Quando hipster nem existia

 

Mas a riqueza maior, o xodó de todos, era esse aqui 

REI. LEÃO.

Reprodução REI. LEÃO.

 

A fita que seus pais sempre enfiavam no meio da sua coleção 

Para as noites de domingo depois do 'Fantástico'

Reprodução Para as noites de domingo depois do ‘Fantástico’

 

O filme que você sempre levava pra casa quando ia na locadora alugar jogos de videogame

'Curtindo a Vida Adoidado', um clássico

Reprodução ‘Curtindo a Vida Adoidado’, um clássico

 

Mas o sonho de consumo era esse aqui

Maravilhoso

Reprodução Maravilhoso

 

Aquele desenho infantil que a gente não conseguia largar

Sem julgamentos!

Reprodução Sem julgamentos!

 

Aquela coleção gigante de Friends que a sua prima tinha e não te emprestava 

"Não gosto de emprestar essas coisas"

Reprodução “Não gosto de emprestar essas coisas”

 

E, claro, o paraíso

QUERO

Reprodução QUERO

Sem mais artigos