Não sabemos de onde elas surgem. As lendas sobre fantasmas e outros mistérios envolvendo filmes e a televisão quase sempre aparecem de maneira espontânea e no boca a boca, uma vez que grande parte delas surgiram antes da internet. Muitas lendas, no fim das contas, não passavam de grandes pegadinhas (e todo mundo caiu). Veja algumas na nossa galeria:

A verdade por trás de grandes lendas do audiovisual

Enquanto Dorothy, o Espantalho e o Homem de Lata seguem caminho pela estrada de tijolos amarelos, é possível ver   algo balançando em uma corda lá no fundo. Aparentemente um dos munchkins tinha se enforcado   enquanto as câmeras estavam gravando, sem que ninguém na produção, direção ou os próprios atores percebessem.  Porém, foi revelado que na verdade o que está se movendo lá atrás é um grande pássaro exótico emprestado do zoológico de Los Angeles. A   lenda urbana teve início em 1989, quando O Mágico de Oz foi lançado em VHS, e só terminou com o lançamento mais   recente em blu-ray, no qual ficou esclarecido que a história era falsa.
No feriado de 7 de setembro de 2003, o Domingo Legal, apresentado por Gugu Liberado, mostrou uma entrevista com dois homens que se diziam integrantes do PCC. No vídeo, os homens ameaçavam os apresentador José Luiz Datena, Marcelo Rezende e Oscar Roberto Godói, além do então vice-prefeita da cidade de São Paulo, Hélio Bicudo. No dia 17, a polícia concluiu que o vídeo era uma farsa e os falsos membros do PCC foram identificados. O Domingo Legal precisou ficar fora do ar por uma semana e foi substituído pela exibição do Troféu Imprensa e por reprises do Programa do Ratinho. Coincidência ou não, o programa de Gugu que rivalizava semanalmente com Faustão nunca mais teve a mesma glória de antigamente.
Com o lançamento de Três Solteirões e um Bebê em VHS em 1990, uma lenda surgiu. Com mais ou menos uma hora de   filme, Jack Holden (Ted Danson) e sua mãe (Celeste Holm) estão andando pela casa de Jack com a sua nova filhinha.   No fundo, é possível ver uma figura misteriosa por trás das cortinas em uma das janelas. Por muito tempo acreditaram que aquela silhuera era o fantasma de um garoto que viveu na casa onde Três Solteirões e um Bebê foi   filmado. O mito mais comum era o de que o garoto cometeu suicídio com um rifle e por isso mesmo a casa estava vaga para a   filmagem. Acontece que na verdade a figura misteriosa atrás da cortina é um modelo de papelão do personagem de   Danson usando um chapéu e rabo, que seria usado em uma parte da história que ficou de fora da versão final. Além   disso, a casa não era uma casa de verdade, mas um set de filmagem em Toronto.
Quando O Rei Leão foi lançado em VHS em 1995, muitos espectadores descobriram a palavra
Desde o lançamento de O Iluminado em VHS, surgiram muitas teorias da conspiração e lendas urbanas em volta do verdadeiro significado do filme de terror de Stanely Kubrick. Sendo a mais interessante a de que o diretor forjou o pouso da Apollo 11 em 1969 e o seu filme de 1980 é a confissão. A lenda urbana diz que o governo americano se aproximou de Kubrick depois do lançamento de 2001: Uma Odisséia no Espaço, de 1968. A representação realista da exploração especial impressionou os oficiais do governo e de acordo com a lenda, existem muitas pistas em O Iluminado, que
Imagens de três estudantes de cinema que desapareceram durante a filmagem de um documentário sobre a lenda da Bruxa de Blair foi vendido como algo real. A distribuidora do filme, Artisan Entertainment, entrou na brincadeira da lenda urbana e vendeu todo o material promocional com a ideia de que era um documentário de verdade e não um filme de ficção. A lenda urbana funcionou e A Bruxa de Blair fez 248,6 milhões de dólares no mundo inteiro com uma produção que custou apenas 60,000.  Depois do lançamento, foi revelado que A Bruxa de Blair era um filme de ficção criador por Daniel Myrick e Eduardo Sánchez. Os três estudantes eram os jovens atores Heather Donahue, Michael Williams e Joshua Leonard.
Depois do lançamento de De Volta Para o Futuro Parte 2, em 1989, crianças e adolescentes do mundo todo saíram dos   cinemas querendo as Hoverboards que apareciam no filme. O ator Michael J. Fox e o diretor Robert Zemeckis   chegaram a afirmar que as Hoverboards eram reais e o único motivo pelo qual elas não estavam disponíveis para   venda é que alguns pais estavam preocupados que os seus filhos se machucariam andando nelas. Claro que algum tempo   depois, Zemeckis admitiu que todas as sequências no skate voador foram feitas com a ajuda de vários efeitos   especiais.
O jogo entre Defensor Sporting e The Strongest pela Libertadores foi marcado pela aparição de um
No terceiro filme da série James Bond, 007 Contra Goldfinger, uma jovem moça morre nas mãos de Auric Goldfinger. A mulher foi coberta com tinta dourada, que a levou a ser asfixiada. Na época, acreditavam que a atriz Shirley Eaton morreu por ter feito isso. Acreditavam que a tinta fecharia todos os poros e a pessoa morreria lentamente porque o corpo
Oficialmente Tobe Hooper é o diretor de Poltergeist, de 1982, porém muitos acreditam que o produtor do filme, Steven Spielberg, dirigiu a maior parte do clássico de terror. Na época, o contrato de Spielberg com a Universal continha uma cláusula que não o permitia dirigir outro longa enquanto se preparava para fazer E.T. Alguns questionaram o papel de Spielberg em Poltergeist quando surgiram rumores de que ele era uma presença mais ativa no set do que Hooper. O fato é que Tobe Hooper é oficialmente o diretor de Poltergeist, enquanto Steven Spielberg é
Em 1977, Jerry Lewis dirigiu um filme chamado The Day the Clown Cried (ou O Dia Em Que O Palhaço Chorou), que contava a história de um palhaço alemão que ia parar na cadeia como prisioneiro político em um campo de concentração nazista durante a Segunda Guerra Mundial. Lewis nunca lançou o filme e surgiu o rumor de que ele estava envergonhado do produto final. Até hoje, este filme nunca foi lançado nos cinemas e só foi exibido de maneira caseira para alguns sortudos. O que aconteceu de verdade é que The Day the Crown Cried está em litígio desde 1972, ainda na época da produção. Jerry Lewis, o produtor do filme, Nat Wachsberger, e o autor da história, Joan O´Brien, não chegaram a um acordo financeiro durante a produção na Suécia que permitiria o lançamento do filme. Wachsberger foi impossibilitado de assegurar os direitos do filme de O´Brien e ficou sem dinheiro antes de completar o filme. Jerry ainda espera finalizar o filme que, de acordo com o seu website oficial, é
A lenda dizia que durante a famosa cena da corrida de carruagens em Ben-Hur, um dos dublês dirigindo um dos veículos foi morto em cena. O material teria sido deixado na versão final do filme mesmo contra a vontade da viúva do dublê. No entanto, o único registro de morte durante a produção do filme de 1958 foi a de um dos produtores do filme, Sam Zimbalista, que foi vítima de um ataque cardíaco aos 54 anos.

A verdade por trás de 12 lendas da televisão e cinema

Sem mais artigos