O diretor americano Quentin Tarantino disse nesta sexta-feira que o cineasta espanhol Pedro Almodóvar está entre os dez diretores “mais excitantes” da atualidade, adjetivo que atribuiu para aqueles cineastas que ainda não rodaram seu melhor filme.

Tarantino, que levou a Palma de Ouro em 1994 por “Pulp Fiction” explicou em entrevista coletiva durante o Festival de Cannes que em bate papo com amigos do mundo do cinema, fizeram uma lista com os dez diretores atuais mais “excitantes”.

“Podemos estar errados, pode ser que esteja já por trás em sua carreira, mas não sabemos. Acontece o mesmo com os músicos”, comentou Tarantino, diretor de “Django Livre”(2012) e “Cães de Aluguel” (1992), que explicou que se referiam a cineastas de que esperam com interesse o próximo filme porque pode ser “o melhor trabalho”.

Em todas as listas, de cineastas que respeita, mas que não citou, apareceram os americanos David Fincher, diretor de filmes como “Seven” (1995), “Clube da Luta” (1999) e “O Curioso Caso de Benjamin Button” (2008), e Richard Linklater, de “Antes do Amanhecer” (1995), “Antes do Pôr do Sol” (2004) e “Waking Life” (2001).

“Para mim é um mistério que Pedro Almodóvar não estivesse em todas as listas”, comentou Tarantino, sobre o diretor de “Volver” (2006), “Tudo sobre minha mãe” (2002) ou “A pele que habito” (2011). 

Sem mais artigos