Ariadna fala sobre carreira e violêcia transfóbica para a Vogue

Ariadna Arantes, que participou da edição deste ano de “No Limite”, afirmou em entrevista à revista “Vogue” que sente medo de sofrer violência transfóbica.

Para Ari, que foi a primeira participante transgênero da história do Big Brother Brasil, ser famosa não adianta em nada sobre o assunto.

“O fato de ser famosa não facilita em nada [o meu caminho]. Diariamente, também acabo vivenciando tudo o que todos da minha classe vivem. Ser famosa, de uma certa forma, chama atenção para o meu universo, mas uma andorinha só não faz verão”.

Ari também falou sobre a carreira nos realities e que apoia a causa LGBTQIA+. “Minha existência por si só já é uma causa, né?”.

Sem mais artigos