Tony Goldwyn, que vive o presidente norte-americano na série de TV Scandal, revelou ao jornal The New York Post que o elenco do programa fica tão surpreso com as reviravoltas da história quanto o público. “Você ficaria surpreso com as nossas leituras semanais de roteiro”, disse.

“Somos como fãs nesses momentos. Gritamos, berramos uns com os outros: ‘Você fez o quê??’, disse ainda. “Chegamos até a chorar”, acrescentou. “É muito divertido.

Na trama, Goldwyn é um político corrupto do partido republicano que roubou as eleições para chegar ao poder. Seu personagem, Fitz, tem uma relação proibida com a relações-públicas Olivia Pope (Kerry Washington). Em sua terceira temporada, a atração foi interrompida para que Kerry, a protagonista, saísse de licença de maternidade.

 

Sem mais artigos