Ryan Kwanten, mais conhecido como o Jason Stackhouse de True Blood, vai aparecer em breve nos cinemas em um papel bastante diferente – e controverso. O ator foi escolhido para interpretar Charles Manson em The Family.

O filme será a estreia do roteirista Scott Kosar como diretor. E ele explica que a produção não será focada nos assassinatos cometidos pela Família Manson, mas sim em sua formação e no relacionamento entre seus integrantes.

“O filme não vai ser sobre os assassinatos de Manson. Nem é uma biografia dele. É uma biografia da família. Um filme sobre uma família substituta de adolescentes que, sob circunstâncias extraordinárias, se uniu e se transformou na mais notória família americana do século 20. Por isso o título”, explicou Kosar ao site Shock Till You Drop.

Para o diretor, o assunto é um tabu que nunca foi filmado com equilíbrio ou precisão. Ele explicou ainda que vai se concentrar em mostrar os integrantes da Família Manson, como eram chamados os seguidores de Charles Manson, contando quem eles eram e mostrando suas vidas ao lado do líder.

“É uma unidade muito fora do convencional, mas é uma família de qualquer forma. Não é um filme de terror, embora o tema seja horrível naturalmente. O objetivo é fazer, finalmente, depois de quarenta anos, o primeiro filme autêntico sobre a chamada Família Manson”, disse.

“E, diferente de outros filmes sobre o assunto, The Family também vai dedicar tempo em apresentar as vítimas, particularmente Sharon Tate, que será retratada com muita empatia. Eu não acho que um filme possa ser feito sobre esse tema sem humanizar as vítimas, que é algo que deve ser feito com a intenção de reforçar verdadeiramente – tanto quanto um filme seja capaz disso – a enormidade da tragédia”, concluiu.

Sem mais artigos