Tony Revolori, que vive o carregador de malas Zero Moustafa em The Grand Budapest Hotel, novo filme de Wes Anderson, contou um “causo” de arrepiar sobre os bastidores do filme. Durante entrevista ao MTV News, o ator foi instigado a falar sobre alguma situação estranha durante as gravações, uma vez que “todo hotel tem histórias de terror”.

“Eu posso contar isso?”, questionou Revolori, antes de prosseguir com sua narrativa. “Eu trabalhei em um hotel por uma semana, como carregador de malas, para me preparar para o filme. Foi no Sul da Califórnia. Eu fiz os trabalhos estranhos, limpei a piscina, limpei os quartos”, disse.

“As pessoas, porém, não percebem que entramos nos quartos para limpá-los e, por isso, deixam tudo para fora. Me lembro de ter limpado um quarto em que as pessoas tinham vários brinquedos eróticos e coisas do tipo por todo o quarto. Eu não encostei em nada. Deixei o quarto imediatamente. Talvez eles tenham pregado uma peça em mim”, contou.

The Grand Budapest Hotel acompanha as aventuras e desventuras de Gustave H (Ralph Fiennes), famoso administrador de um hotel luxuoso, e de seu fiel escudeiro Zero Moustafa (Tony Revolori), um carregador de malas.

Sem mais artigos