Após seis anos juntos, o Bando de Lobos enfim vai se
separar. E os atores que interpretam Phil (Bradley Cooper), Alan (Zach
Galifianakis
) e Stu (Ed Helms) se preparam para a vida pós-Se Beber, Não Case!

Todos já tinham carreiras anteriores à trilogia, mas, sem
dúvida, seus nomes cresceram muito após o início dela. E os três sabem o quanto
devem à série de comédias, a recordista na história das bilheterias entre os
filmes X-rated (proibidos para menores de 16 anos).

“São seis anos juntos, essa convivência será a coisa da qual
mais sentiremos falta, com certeza”, avalia Helms, que também lida com o final
da série The Office, na qual atuou durante sete anos. “Os dois finais chegaram
juntos para mim, é o fim de uma era na minha vida e agora não sei ainda para
onde vou ou o que vou fazer. É um pouco assustador, mas também empolgante”,
descreve o ator, que vê o momento como “agridoce”.

Por enquanto, Helms está confirmado em We’re The Millers,
que estreia em 27 de setembro deste ano no Brasil, e também nas comédias
Someone Marry Barry e Vacation, uma nova versão de Férias Frustradas na qual
deve interpretar o personagem que foi de Chevy Chase. O ator estará ainda em
They Came Together, com estreia prevista para 2014. Mas nem por isso descarta
voltar à TV. “Se surgir algo tão incrível quanto The Office, é claro que eu vou
aceitar. Estou sempre à procura de coisas boas, não importa onde elas estejam”,
explica.

Simpático e divertido também fora das telas, Galifianakis ficou
encantado com um par de micos que brincava em uma árvore no local da
entrevista e admitiu que “ainda sente saudades do macaco” (do segundo
filme). Sobre o medo de alturas, que o impediu de participar da
coletiva, ele diz que a cena em que Alan se pendura no Caesar Palace no
terceiro filme foi “um documentário. A única vez em que eu não atuei.
Era uma espécie de documentário sobre um gordinho ridículo surtando com
medo de altura”, diz.

O ator lança ainda este ano a comédia Você Está
Aqui
, com Owen Wilson, e atualmente filma Birdman, com Emma Stone e o diretor
Alejandro González Iñarritu, na qual foge do tipo de personagem cômico ao qual é
tradicionalmente associado.

“Nunca imaginei que Se Beber, Não Case! fosse ser algo tão
grande e que Alan fosse fazer o sucesso que fez”, garante o ator, que ganhou
até uma estátua em um cassino em Las Vegas após o primeiro filme. “E agora as
pessoas realmente esperam que eu seja como o Alan, elas ficam decepcionadas e
surpresas quando percebem que eu não sou ele”, conta, aos risos.

Mas o mais ocupado – e bem sucedido – do trio, sem dúvida, é
Bradley Cooper. O ator foi quem mais apareceu em outros filmes desde o início
da trilogia e já recebeu até uma indicação ao Oscar por sua atuação em O Lado Bom da Vida.

E Cooper compara Todd Phillips, de Se Beber, Não Case!
justamente a David. O. Russell, que o dirigiu no filme que valeu a indicação e
com quem trabalha atualmente em American Hustle, que estreia em dezembro nos
Estados Unidos. “Tenho realmente muita sorte, porque essa é uma experiência
única na vida, trabalhar com um diretor quando ele está em seu auge. E eu fiz
isso com dois diretores, em gêneros diferentes, praticamente ao mesmo tempo. E
mais de uma vez com cada um”, avalia.

Além de Russell, o ator também já tem compromissos com dois
diretores consagrados: fará uma comédia ainda sem título com Cameron Crowe, na
qual vai contracenar com Emma Stone e Rachel McAdams, e será o protagonista de
American Sniper, de Steven Spielberg, previsto para 2015. “É, isso vai ser algo
grande, bem grande”, resume, ao ser perguntado sobre o segundo.

Bem antes, porém, a partir do próximo dia 7, Cooper poderá
ser visto nos cinemas em O Lugar Onde Tudo Termina, que fez no ano passado com
Ryan Gosling e Eva Mendes.

Mas, apesar da agenda cheia, Bradley Cooper ainda tem outros
planos. Ele admite que quer dirigir e revela que até já começou a escrever um
roteiro, ao lado de um amigo. “É uma história de ficção científica, mas da
forma como ela está hoje, tão ambiciosa, alguém teria que ser doente para me
deixar dirigi-la”, brinca.

Bradley Cooper, Zach Galifianakis e Ed Helms falam sobre vida pós-Se Beber, Não Case!

Sem mais artigos