Chris Evans, que volta a interpretar o Capitão América em O Soldado Invernal, segundo filme solo do super-herói, admite que sente uma pressão enorme para fazer esses trabalhos. Ele, simplesmente, não gosta da responsabilidade de viver um icônico personagem dos quadrinhos. Por isso, prefere fazer Os Vingadores, em que as atenções estão divididas em vários outros heróis.

“Eu amo estar com os Vingadores. Você consegue respirar um pouco”, afirmou, em entrevista ao jornal britânico The Guardian. “O foco não fica só em cima de você. É muito bom ter outras pessoas dividindo o fardo da responsabilidade”.

Questionado se não existe brigas de ego, o ator respondeu, “Isso não vem de mim. Todo mundo que me conhece sabe que eu fico perfeitamente contente com o ‘quanto menos, melhor’. Seja lá o que você queira que eu faça, eu estarei feliz em esta ali. Eu não quero roubar o show. Eu tento me manter distante, não digo dos holofotes, mas da responsabilidade. É muito assustador. Esses filmes são muito intimidantes. Capitão América, esse é o negócio com o qual eu tenho problemas”.

A próxima vez em que Chris Evans estará nas telonas na pele do herói nacionalista será em Capitão América 2: O Soldado Invernal, filme com estreia marcada para o próximo dia 10 de abril. Ele voltará ao papel em Os Vingadores 2 – A Era de Ultron, que chega aos cinemas dos EUA em 1º de maio de 2015.

Sem mais artigos