Reprodução/Focus Features

Christopher Plummer, o eterno Capitão Von Trapp de “A Noviça Rebelde”, morreu nesta sexta-feira (5), aos 91 anos. O ator faleceu em sua residência, em Connecticut.

Segundo o comunicado emitido pela família e obtido pelo site TMZ, o ator estava ao lado de sua esposa, Elaine Taylor, quando faleceu “de forma tranquila”.

“Chris era um homem extraordinário, que amava e respeitava profundamente sua profissão com seu jeito tradicional, um humor autodepreciativo e a música das palavras”, relatou seu empresário Lou Pitt. “Ele era um tesouro nacional que realmente exaltou suas raízes canadenses. Pela sua arte e humanidade, tocou os nossos corações e sua vida lendária perdurará por gerações. Ele estará conosco para sempre”, finalizou o amigo de longa data.

Plummer teve uma carreira extensa, tendo atuado em mais de 200 produções. Uma delas lhe rendeu o Oscar de Melhor Ator Coadjuvante: o longa “Toda Forma de Amor”, de 2010, no qual interpretou Hal, o pai do protagonista interpretado por Ewan McGregor. O prêmio o consagrou como o ator mais velho a conquistar um Oscar.

O canadense ainda colecionou um Globo de Ouro, dois Emmys, um Bafta, dois Tonys, entre outros prêmios.

Nascido em 13 de Dezembro de 1929, em Toronto, no Canadá, Plummer participou de grandes produções como “Cyrano De Bergerac” (1962), “Todo o Dinheiro do Mundo” (2017) e “A Última Estação” (2009).

Casal recria cenas icônicas do cinema durante quarentena

O casal húngaro Fanni Kovács e Hosszú Norbert começou a recriar cenas icônicas do cinema para espantar o tédio na quarentena

Christopher Plummer, astro de 'A Noviça Rebelde, morre aos 91 anos

Sem mais artigos