A polêmica Renata foi embora. Com 66% a estudante foi eliminada no nono paredão do BBB 12, que disputou com João Carvalho. Ela havia sido indicada pelos colegas, enquanto João foi para a disputa após ser escolhido pelo líder da semana, Yuri.

Com a saída da mineira, o antigo grupo Selva agora ficou resumido apenas ao próprio Yuri e à Monique, que sempre foi bastante próxima da eliminada desta noite, compartilhando inclusive Jonas (e comentários nada discretos sobre ele). 

Em seu discurso ao anunciar o resultado, Pedro Bial citou Leila Diniz e falou sobre o machismo, concluindo que a “princesa” merecia passar em liberdade o Dia Internacional da Mulher. Depois, o apresentador ainda afirmou que todos se apaixonaram por ela.

Ao sair, Renata disse que não ficou com Ronaldo, que vai conversar com Rafa para saber o que vai acontecer entre eles e que vive intensamente em qualquer situação, e por isso não se preocupou em saber como estava sendo julgada pelo público.

 

Polêmica

O comportamento de Renata começou a chamar a atenção logo na segunda semana do programa, quando ela foi indicada ao paredão. Na época, ela prometeu que, caso ficasse, tomaria banho nua. Jakeline perdeu, mas ela não cumpriu a promessa.

Logo depois as constantes conversas sobre sexo e seu relacionamento confuso com Jonas, que se envolveu com ela duas vezes, antes e depois de ficar com Monique, marcaram sua participação.

Na sequência ela se aproximou de Ronaldo, com quem dividia a cama e com quem teria tido um relacionamento “escondido” até mesmo dos colegas de confinamento. Depois que ele foi eliminado, ela ficou com Rafa, o que inclusive causou atritos no grupo da Selva, já que Yuri e Monique se sentiram traídos por não saberem de nada.


 

Sem mais artigos