Daniel Radcliffe, que interpretou o bruxinho Harry Potter no cinema, se diz impressionado com o quanto o mundo ainda é “chocável”. Em entrevista ao jornal britânico The Sun, ele comentou a cena de sexo gay que realizou com o amigo Dane DeHaan no filme Kill Your Darlings, sobre a geração de escritores beatnik.

“Eu transei com um cavalo no palco quando tinha 17 anos, mas sexo gay é mais chocante”, comentou o ator, referindo-se à peça Equus, em que além de simular momentos de intimidade com um animal, fica totalmente nu. “É só o fato de ser sexo. E de ser sexo com um homem, eu acho. É impressionante o quão chocável o mundo ainda é”.

Ele questionou, ainda, uma das primeiras resenhas do filme, que o classificou como graficamente pesado. “Não há nada de pesado no filme. Eu digo, você consegue ver uma bunda”, argumentou.

Kill Your Darlings mostra a união dos maiores artistas da Geração Beat, Allen Ginsberg (Daniel Radcliffe), Jack Kerouac (Jack Huston) e William Boroughs (Ben Foster), após o assassinato de um conhecido deles, em 1944.

O filme, dirigido por John Krokidas, tem estreia no Brasil marcada para o próximo dia 14 de fevereiro.

Sem mais artigos