O diretor Bruno Barreto elogiou as habilidades dramáticas de Glória Pires em inglês no filme Flores Raras durante coletiva de imprensa nesta segunda-feira (5), em São Paulo. No longa-metragem, a brasileira vive um romance com Miranda Otto (da saga O Senhor Dos Anéis). “A Glória é um monstro em português, mas não sabia que era em inglês também. Você vê Antonio Banderas e Penélope Cruz, que não vingaram fazendo papéis dramáticos em inglês. É incrível o comando que ela tem”, declarou.

Flores Raras, que abre o 41º Festival de Gramado nesta sexta-feira (9), estreia no circuito brasileiro no dia 16 de agosto. Ambientado no Rio de Janeiro dos anos 1950 e 1960, o filme narra a história de amor entre a poeta norte-americana Elizabeth Bishop e a arquiteta brasileira Lota de Macedo Soares, que projetou o Aterro do Flamengo.

Na coletiva, a produtora Paula Barreto afirmou que o filme será exibido nos Estados Unidos, para concorrer ao Oscar – as maiores chances são paras as protagonistas -, além de Coréia, Alemanha e outros países da europa. Com roteiro baseado no livro Flores Raras e Banalíssimas, de Carmen L. Oliveira, a produção teve orçamento de US$ 13 milhões.

Sem mais artigos