Grandes momentos do Pânico na TV

Guilherme Santana, novo integrante do Pânico na TV

Guilherme Santana, ex-MTV, é o novo integrante do Pânico na TV. O nome dele foi confirmado em primeira mão pelo diretor do programa, Alan Rapp, e pelo líder da equipe, Emílio Surita, durante uma conversa com o Virgula nesta sexta-feira (24).

“A gente aposta bastante nele, é um menino bom, com gás, você vê que tem lenha pra queimar. Acho que vai ser bem legal”, se anima Rapp, que adianta apenas que Gui chega com muitas sugestões e um grande acervo de imitações. Mas, quando questionado se ele vai repetir alguma das que já exibia na MTV, desconversa. “Isso você vai ver quando estrear o programa”.

Quanto à estreia na Band, aliás, ele conta que a data não está totalmente confirmada, mas que ela deve acontecer entre o final de março e o início de abril. Além do novo integrante, o diretor também antecipa que quadros inéditos estão sendo preparados.

“Por exemplo, um quadro que a gente tem certeza que vai fazer muito sucesso é um jornal. Mas não posso falar muito, só que é um jornal. Vamos manter a espinha dorsal do programa, mas teremos mais quadros novos”, afirmou.

Rapp também comentou a questão da linguagem e garantiu que ninguém na Band fez qualquer menção a possíveis restrições. “A gente não tem essa preocupação, quem compra o Pânico compra o pacote inteiro, sabendo o que é o programa. Não é uma novidade pra ninguém quem somos. Então acredito que, se eles nos acolheram lá, estão cientes do que é o Pânico”.

De qualquer forma, ele acrescenta que, por ser um ambiente novo, a ideia é “sentir como é o terreno, analisar internamente e avaliar o que a gente pode ou não fazer, da maneira como deve ser feito numa casa nova”.

Equipe

Um ponto bastante positivo na mudança de emissora, segundo Rapp e Surita, foi a manutenção não só do horário, mas também de todo o elenco e da equipe de produção, redação e edição, o que os deixou muito gratos à Band.

A princípio, toda a produção do programa será realizada pelos mesmos profissionais que trabalhavam na Rede TV!, e que pediram demissão no dia em que a transferência foi oficializada. Segundo Rapp, a decisão foi espontânea e partiu deles.

“Quem faz o Pânico tem uma característica muito peculiar, não é todo mundo que consegue trabalhar da maneira como a gente trabalha. Todo mundo é muito louco no Pânico e são mais de oito apresentadores. As opiniões são muito divergentes. Colocar isso no papel e executar as ideias que saem dessas cabeças não é uma tarefa tão simples. E o pessoal da produção é a ponta final da corda. Então se o cara não tiver aquela ligação íntima com o programa ele sai, pede pra sair, a pressão é muito forte”, conta.

Mudança

Ao comentar a transferência de emissora, Surita explica o que na Band atraiu o Pânico e deixa um agradecimento à Rede TV!

“O que eu posso falar é que neste momento o Pânico teve uma mudança. Como tudo na vida, chega uma hora em que você muda. A Band, através do diretor de conteúdo, Diego Guebel, está com um projeto bacana e a gente se identificou com essa nova Band, que está procurando um público jovem, que não tem na televisão”, disse.

“Mas a gente queria agradecer a Rede TV!, que acreditou, porque o mais difícil é alguém acreditar quando você está começando. À Monica Pimentel (diretora artística), ao Amilcare (Dalevo) e ao Marcelo (de Carvalho, donos da emissora), que colocaram a gente na TV, pegaram um programa do rádio, quando ninguém acreditou…mas, enfim, a vida é assim”, conclui.


Diretor do Pânico e Emílio Surita confirmam Gui Santana, ex-MTV, como novo integrante do programa

Sem mais artigos