Embora Walt Disney fumasse muito e tenha morrido de câncer de pulmão em 1966, o estúdio que leva seu nome não permitiu que o personagem aparecesse com cigarros no longa Saving Mr. Banks, de acordo com o site Hollywood Reporter neste sábado (16).

A revelação foi feita pelo diretor John Lee Hancock na sessão de gala do filme no Festival de Cinema de Napa Valley, nos Estados Unidos. A produção é estrelada por Tom Hanks no papel de Disney e Emma Thompson como a autora australiana P.L. Travers.

“Eles nos disseram que não poderia haver nenhuma cena em que ele estivesse fumando”, explicou. De acordo com ele, esta foi a única exigência do conglomerado sobre o projeto. Os estúdios da Disney têm uma severa regra anti-cigarros em suas produções.

Embora Hanks não apareça fumando, há menções ao cigarro. Em uma cena, o personagem aparece apagando uma bituca em um cinzeiro – mas ambos aparecem obscurecidos na tela.

Elogiado pela crítica, Saving Mr. Banks entrou antecipadamente na corrida por um Oscar, colocando o protagonista Tom Hanks sob holofotes da mídia.

Walt nos Bastidores de Mary Poppins estreia no Brasil no dia 7 de fevereiro.

Sem mais artigos