No dia 18 de agosto, o rapper Emicida estreia a série documental “O Enigma da Energia Escura” no GNT e GloboPlay. A série foi produzida por Evandro Fióti pelo Laboratório Fantasma.

Ao longo dos episódios, Emicida receberá diversos convidados para falar sobre questões de raça, gênero, negritude, desigualdades sociais, cultura e resistência. O artista apresentará os temas dentro de uma cabine espacial, fazendo alusão às festas de rua do Bronx em Nova York, nos primórdios da cultura hip-hop.

Infelizmente, até hoje, em 2021, ainda não percebemos a diversidade de raça e gênero do povo brasileiro nas produções audiovisuais como vemos em outros setores da sociedade. ‘O Enigma da Energia Escura’ vem para contribuir com esse debate importante, pois precisamos romper com velhos padrões e fazer surgir um novo mundo, no presente, para que o futuro seja diferente dos dias atuais. Só pela ficha técnica, a produção já nasce fazendo história, uma vez que não houve até hoje na história da TV brasileira uma série documental dirigida por três profissionais negros“, afirma Fióti.

“O Enigma da Energia Escura” conta com direção geral de Day Rodrigues, Emílio Domingos e Mariana Luiza. Além da produção de Fióti pela LAB Fantasma.

 

 

Sem mais artigos