A atriz britânica Emma Thompson vai interpretar a rainha Elizabeth II em um drama que reconstrói o incidente no qual um intruso invadiu o Palácio de Buckingham em 1982, chegando até o quarto da soberana.

O programa de 30 minutos, intitulado Walking the Dogs, irá recriar o momento em que Michael Fagan, com então 31 anos, burlou a segurança e pulou os muros do palácio, atravessou os jardins e invadiu o quarto de Elizabeth II.

Após acordá-la e falar com ela, Fagan lhe disse que estava faminto e Elizabeth II lhe ofereceu uma caixa de biscoitos para cachorro, a única coisa comestível que tinha nesse momento, de acordo com os detalhes publicados nesta sexta-feira pela imprensa.

Emma, ganhadora de um Oscar pela adaptação da obra de Jane Austen, Razão e Sensibilidade, irá dividir a cena com Eddie Marsan no papel de Fagan e Russell Tovey como o assistente da rainha.

Os três irão conversar sobre uma variedade de temas como o amor, a família e as liberdades individuais, antes que a polícia irrompa o quarto e leve Fagan preso.

Walking the Dogs, com roteiro de Helen Greaves, será exibido este ano pelo canal de televisão britânico Sky Arts.

Fagan, que hoje tem 61 anos e se submeteu a um tratamento psiquiátrico, criticou a produção por considerá-la uma “falta de respeito” à rainha no ano de seu Jubileu de Diamantes.

“É inacreditável que deem tanta atenção a este incidente, especialmente no ano do Jubileu da rainha. Foi só um momento de loucura. Não é agradável para ela ser arrastada à lama por mim assim. E por que fazer disso um drama? Ninguém sabe o que aconteceu lá dentro”, afirmou Fagan.

Sua intenção nunca foi prejudicar a imagem da monarquia, garantiu Fagan, e por isso rejeitou contar detalhes de seus minutos com Elizabeth II em troca de US$ 79 mil.

“Naquela época eu atravessava uma crise. Meu casamento havia terminado e suponho que eu buscava atenção de alguma forma, mas não da rainha. Nunca me propus a conhecê-la”, acrescentou Fagan. 

Sem mais artigos